Apoie o Blog!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

The groundbreaking Kung Fu Brothers from Rio.

 

BY
Thiago Pereira

Nos imanentes círculos das artes marciais chinesas chamados de ”Mo Lam” [武林]. Aqueles que alcançam altos níveis de proeminência nas artes que praticam escasseiam. Porém, em 1995 um fenômeno surgiu no bairro de Jacarepaguá com apenas dezesseis anos de idade. Ela se chamava Ursula Lima [foto], e vinte anos depois, se tornaria a primeira Mestra de Ving Tsun da America Latina reconhecida pela International Moy Yat Ving Tsun Federation em evento que se deu em Philly, nos EUA. Porém, naqueles primeiros momentos, a figura que mais lhe impactava no ”Mo Lam” [武林], era ninguém mais ninguém menos, que seu primo Julio Camacho. - ”...No fundo nem eu lembro disso, essa relação de primo faz tempo... Nossa relação sempre foi muito mais profunda na Família Kung Fu do que na Família consanguínea, talvez pela diferença de idade, mas antes do Ving Tsun a relação era bem de primo mesmo, que só se encontra nas festas de família, sem compromisso...” - Comenta a hoje Mestra Ursula Lima.

In the immanent circles of Chinese martial arts called "Mo Lam" [武林]. Those who reach high levels of prominence in the arts they practice are not many. However, in 1995 a phenomenon emerged in the Jacarepaguá neighborhood at the age of sixteen. She was called Ursula Lima [photo], and twenty years later, she would become the first Ving Tsun Master in Latin America recognized by the International Moy Yat Ving Tsun Federation in an event that she attended in Philly, USA. However, in those first moments, the figure that most impacted her in “Mo Lam” [武林], was none other than her cousin Julio Camacho. - ”... Deep down, I don't even remember that, this cousin relationship has been a long time ago ... Our relationship has always been much deeper in the Kung Fu Family than in the blood family, perhaps due to the age difference, but before Ving Tsun the relationship was very close, which can only be found at family parties, without commitment ... ”- Says the nowadays Master Ursula Lima.


Mestre Julio Camacho era um profissional super dedicado. Durante os anos que se seguiram após a abertura de seu primeiro Núcleo, venceu seguidamente o prémio de ” Destaque do ano” da Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence [ A época, ainda chamada de ”Moy Yat Ving Tsun Martial Art System”].  
O que a Moy Yat Ving Tsun não imaginava, é que no mesmo Núcleo dirigido pelo jovem e promissor Julio Camacho, uma outra joia surgiria em pouco tempo... Pois a dedicação de Úrsula Lima ao Núcleo Jacarepaguá[mesmo com sua pouca idade] transformaria ela nos anos seguintes, numa espécie de ”braço direito”  do Mestre Julio Camacho. Pois apesar de se tornar discípula do Grão Mestre Leo Imamura três anos depois, era com seu ”Si HingJulio que vivia intensamente cada momento dentro do  ”Mo Lam” [武林]. -  ...Talvez por ser prima e bem novinha na época, acho que o Sihing Julio não levava muita fé em mim. No fundo, eu achava que ele não me dava a mínima bola...risos E talvez por isso mesmo, eu fui ficando, fui ficando...E daquele primeiro grupo (que iniciou o antigo Núcleo Jacarepaguá) fui a única que permaneceu. Depois a relação foi ficando cada vez mais sólida...- Comenta a Mestra Ursula Lima. 

Master Julio Camacho was a super dedicated professional. During the years that followed after the opening of his first School, he repeatedly won the Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence "Highlight of the Year" award.
What Moy Yat Ving Tsun did not imagine, is that in the same school as the young and promising Julio Camacho, another jewel would appear in a short time ... Because Urusla Lima's dedication to the Jacarepaguá school [even at her young age] would transform her in the following years, in a kind of “right arm” of Master Julio Camacho. For despite becoming a disciple of Grand Master Leo Imamura three years later, it was with her "Si Hing" Julio that she lived intensely every moment within the "Mo Lam" [武林]. - ”... Maybe because I was a cousin and very young at the time, I think Sihing Julio didn't have much faith in me. Deep down, I thought he didn't give a damn about me ... laughs And maybe that's why, I stayed with him, so I stayed a little more ... And of that first group (that started the old Jacarepaguá school) I was the only one that remained. Then the relationship became more and more solid ... ”- Says Master Ursula Lima.

A parceria entre os dois se tornaria lendária nos anos que se seguiram. Se por um lado Mestre Julio Camacho era uma pessoa audaciosa, inovadora e criativa... Ele trabalhou o potencial de Mestra Ursula, não para que ela fosse uma cópia dele, mas para que descobrisse quem ela era de fato como profissional. Isso se mostrou uma decisão acertada em pouco tempo, pois a personalidade mais pragmática de Mestra Ursula, funcionava como um complemento perfeito a de seu Si Hing Julio. O que elevava o trabalho do Núcleo Jacarepaguá e posteriormente Barra da Tijuca, a estratosfera - ...Sempre fui muito ativa no Núcleo. Por isso errei muito e aprendi muito. O único mérito que me atribuo e que talvez possa servir como referência foi o de 'ter ficado'.
Durante o início do meu treinamento tive irmãos kung fu muito presentes e que a cada momento difícil me inspiravam em certo nível, principalmente quando o Núcleo ainda não tinha a devida maturidade . Foram muitas pessoas importantes, mas queria citar 03 que caracterizam um período bastante intenso do Ving Tsun pra mim: André Cardoso “Moy On Juen”, Monique Carvalho “Moy Man Lek” e Cledimilson Coutinho, grandes companheiros!...” - Diz ela relembrando a época. 

The partnership between the two would become legendary in the years that followed. If on the one hand Master Julio Camacho was an audacious, innovative and creative person ... He worked on the potential of Master Ursula, not so that she was a copy of him, but to discover who she really was as a professional. This proved to be a right decision in a short time, as Master Ursula's more pragmatic personality worked as a perfect complement to that of her Si Hing Julio. What elevated the work of the Jacarepaguá school and later Barra da Tijuca,to the stratosphere - ... I was always very active in the School. So I made a lot of mistakes and learned a lot. The only merit that I attribute to myself and that can perhaps serve as a reference was that of 'staying'.
During the beginning of my training I had kung fu brothers who were very present and who at every difficult moment inspired me at a certain level, especially when the school was not yet mature. There were many important people, but I wanted to mention 03 that characterize a very intense period of Ving Tsun for me: André Cardoso “Moy On Juen”, Monique Carvalho “Moy Man Lek” and Cledimilson Coutinho, great companions! ... ”- She says remembering the time.

Mestra Ursula Lima se tornava ao longo dos anos, sob a tutela direta de seu “Irmão Kung Fu”, mais do que uma grande praticante e uma profissional sem igual: Mas um exemplo para qualquer mulher que desejasse se dedicar ao mundo das artes marciais chinesas! 
Sem perder a doçura e com uma fibra invejável, Mestra Ursula Lima não só conquistou seu espaço no disputado ”Mo Lam” [武林], mas foi também reconhecida internacionalmente por isso. Ela abriu caminho para que uma série de outras praticantes tivessem a mesma ou melhores oportunidades de se destacarem num meio muitas vezes dominado pelo público masculino. -  “...Quando olho para a Si Fu, depois de um dia cansativo no Núcleo Copacabana ... Penso no meu pai e na minha mãe, nos meus irmãos, penso no Sing Sang Ricardo e sua filha Rebeka. Penso no Si Gung Leo Imamura... O meu compromisso com a Si Fu é o que me possibilita perceber o mundo a minha volta em um outro nível. É o que me permite fazer parte desse mundo de maneira muito mais significativa... “ - Diz uma de suas principais alunas Helena C. Ribeiro.

Master Ursula Lima became, over the years, under the direct tutelage of her “Kung Fu Brother”, more than a great practitioner and a unique professional: But a whole example for any woman who wished to dedicate herself to the world of Chinese martial arts!
Without losing sweetness and with an enviable fiber, Master Ursula Lima not only conquered her space in the disputed ”Mo Lam” [武林]. Being even recognized internationally for that. As it also paved the way for a series of other female practitioners to have the same or better opportunities to stand out in a world often dominated by the male audience. - “... When I look at Si Fu, after a tiring day at  Copacabana School ... I think of my father and mother, my brothers, I think of her husband Sing Sang Ricardo and her daughter Rebeka. I think of Si Gung Leo Imamura ... My commitment to Si Fu is what allows me to perceive the world around me on another level. It is what allows me to be part of this world in a much more significant way ... “- Says one of her main students Helena C. Ribeiro.


As relações dentro do ”Mo Lam” [武林], são baseadas na proposta de Confúcio de estrutura familiar. Porém, observamos que os termos usados dentro deste mundo imanente das artes marciais, carregam o ideograma ”Si”[師] a frente do termo que denota a posição de alguém na árvore genealógica. Os idiomas ocidentais não compreendem por completo este ideograma, pois seu significado dependerá do contexto em que está sendo usado e do ideograma que vem a seguir. 
No caso de Mestre Julio Camacho e de Mestra Ursula Lima, a relação dos dois é a de  ”Irmãos-Kung Fu ”. Em cantonês[dialeto da região da qual se originou o Sistema Ving Tsun] escreve-se  ”Si Hing- Dai ” [師兄弟] . 
Mestre Julio Camacho já falou por mais de uma vez publicamente, sobre o quão determinante Mestra Ursula foi para sua carreira. Da parte dela, um respeito e uma grande gratidão sempre se fazem presentes. E talvez, para aqueles que viveram os tempos de grandes aventuras, quando ambos trabalhavam no mesmo espaço diariamente por duas décadas. Saibam que talvez nunca mais haverá uma relação  ”Si Hing- Dai ” [師兄弟] de tanto sucesso quanto essa no estado do Rio e quem sabe no Brasil.
 E se você duvida, você tem os próximos vinte anos para provar o contrário com seu ”Irmão-Kung Fu ” mais próximo... - ”...Eu tenho uma gratidão muito grande pelo Sihing Julio, foi ele quem me apresentou ao Sistema Ving Tsun, criou a ponte para o meu Si fu, me conduziu por todos os Níveis do Sistema, me possibilitou estar hoje diariamente dedicada ao Ving Tsun, foi uma inspiração em muitos momentos decisivos e soube colocar muitas palavras duras e necessárias em outros momentos difíceis..., enfim não caberia aqui o que nossa relação comporta. Hoje, me sinto madura a também retribuir esse cuidado à sua família Kung Fu...” - Diz a Mestra sobre essa relação.

The relationships within "Mo Lam" [武林], are based on Confucius' family structure proposition. However, we observe that the terms used within this immanent world of martial arts, carry the ideogram "Si" [師] in front of the term that denotes someone's position in the family tree. Western languages ​​do not fully compreends this ideogram, as its meaning will depend on the context in which it is being used and the ideogram that follows.
In the case of Master Julio Camacho and Master Ursula Lima, their relationship is that of “Kung Fu Brother”. In Cantonese [dialect of the region from which the Ving Tsun System originated] it is written "Si Hing-Dai" [師 兄弟].
Master Julio Camacho has spoken more than once publicly, about how decisive Master Ursula was for his career. On her part, respect and great gratitude are always present. And perhaps, for those who lived through the times of high adventures, when both worked in the same space daily for two decades. Know that maybe there will never be a “Si Hing-Dai” [師 兄弟] relationship  as successful as this one in the state of Rio and maybe in Brazil.
 And if you doubt it, you have the next twenty years to prove the opposite with your closest "Kung Fu Brother" ... - "... I am very grateful to Sihing Julio, he was the one who introduced me to the  Ving Tsun System, created the bridge for my Sifu, led me through all the System Levels, enabled me to be dedicated to Ving Tsun today, was an inspiration in many decisive moments and knew how to put many hard and necessary words in other difficult moments. .., in short, what our relationship holds does not fit here. Today, I feel mature to also return this care to his Kung Fu family ... ”- Master Urusla  tells about this relationship.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

#TBT TRIP TO LUXEMBOURG WITH MASTER JULIO CAMACHO

 

Para quem me conhece mais de perto, sabe o quanto gosto do seriado "Smallville- As aventuras do Superboy" que passava no SBT. Na serie, Clark Kent(Tom Welling) ainda estava descobrindo seus poderes, e para resolver os desafios de cada episódio, ele contava com seus amigos. Dentre eles, destacava-se Chloe Sullivan (Allison Mack). Chloe usava o computador do jornal da escola chamado "A Tocha" (The Torch no original), para dar as pistas e informações necessárias para Clark completar suas missões.
Minha To Dai[aluna] Caroline Archanjo, foi minha Chloe durante toda a viagem que descrevo em parte aqui. Sua assistência ao longo de todos os dias, foi fundamental em vários momentos. Principalmente devido ao nível de imersão nossa e da diferença de fuso-horário, as informações enviadas pela Caroline, foram de grande importância.
Acordando em Bruxelas[BEL] em direção ao Ducado de Luxemburgo, não foi diferente. Afinal, por seu intermédio, me foi possível descobrir precisamente a estação em Bruxelas que deveria pegar o trem para Luxemburgo, sua plataforma e seu trajeto. Digo isso, porque pelo fato de não conhecer a cidade nem a estação e por ser muito cedo, sabia que precisava ser muito certeiro para não perder o trem. E quando cheguei à plataforma com Si Fu['Mestre' no dialeto cantonês], pensei:"Quem diria, que o garoto de Rocha Miranda que só conhecia Madureira, guiaria um dia seu Mestre de Ving Tsun por Bruxelas?"-  Mas no fundo, sabia que a "Chloe Sullivan" da Família Moy Fat Lei, tinha realizado isso junto comigo.

For those who know me more closely, you know how much I like the series "Smallville" that was on SBT. In the series, Clark Kent (Tom Welling) was still discovering his powers, and to solve the challenges of each episode, he relied on his friends. Among them, Chloe Sullivan (Allison Mack) stood out. Chloe used the school newspaper's computer called "The Torch"  to provide the clues and information necessary for Clark to complete his missions.
My To Dai [student] Caroline Archanjo, was my Chloe during the entire trip that I describe in part here. Her assistance throughout every day was essential at various times. Mainly due to the level of our immersion and the time difference, the information sent by Caroline was of great importance.
Waking up in Brussels [BEL] towards the Duchy of Luxembourg, it was no different. After all, through it, I was able to discover precisely the station in Brussels that should take the train to Luxembourg, its platform and its route. I say that, because I didn't know the city or the station and because it was too early, I knew I needed to be very sure not to miss the train. And when I arrived on the platform with Si Fu ['Master' in the Cantonese dialect], I thought: "Who knew, that the boy from the poor Rocha Miranda neighborhood in Rio who only knew how to go to Madureira neighborhood, would one day guide his Ving Tsun Master through Brussels?" - But deep down , I knew that the Moy Fat Lei Family's "Chloe Sullivan" had accomplished this with me.

Meu irmão Kung Fu demorou a "sintonizar" naquele dia, e Si Fu falou de forma assertiva com ele por muito tempo desde que saímos do hotel. De minha parte, com receio de perder o trem, sugeri que fossemos para a plataforma muito antes do que o necessário. Isso fez com que Si Fu ficasse recebendo um vento de 1 °C, e ele me chamou à atenção com relação a isso.

My Kung Fu brother was slow to "tune in" that day, and Si Fu spoke assertively to him for a long time since we left the hotel. For my part, for fear of missing the train, I suggested that we go to the platform much sooner than necessary. This caused Si Fu to get a wind of 1 °C, and he caught my attention in this regard.

Pouca gente sabe, mas fico muito enjoado quando ando nesses trens rápidos europeus. Foi assim com o trem que ligava Barcelona à Madrid em 2017(FOTO). Minha cabeça parece virar um aquário e meu estômago embrulha como um bolo de aniversario de criança envolto com papel laminado.
E em meio a todo esse enjoo, eu e Claudio pegamos no sono. Ao abrir os olhos, Si Fu parou de escrever em seu computador, e sentado na poltrona diante de mim, começou a falar por muitos minutos, sobre a razão de eu ter dormido: "Aproveitei o intervalo." - respondi de forma inocente, mais preocupado com minha cabeça girando e meu estômago dando voltas. - " Que intervalo Pereira?" . - Si Fu chamou minha atenção de forma veemente.

Few people know, but I get very sick when I ride these fast European trains. So it was with the train that connected Barcelona to Madrid in 2017 (PHOTO). My head feels like an aquarium and my stomach wraps around like a child's birthday cake wrapped in foil.
And in the midst of all this nausea, Claudio and I fell asleep. When I opened my eyes, Si Fu stopped writing on his computer, and sitting in the armchair in front of me, he started talking for many minutes, about the reason why I slept: "I took the break." - I answered innocently, more concerned with my head spinning and my stomach turning. - "What break Pereira?" . - Si Fu vehemently said.

Si Fu falou de sua dedicação a viagem, de todo o seu empenho, e de como eu poderia explicar a ele, o fato dele estar focado e acordado e nós dois dormindo. Ele me perguntou, porque aquele momento deveria ser considerado um intervalo: "intervalo: "Você realmente só está preocupado com seu roteirinho? Você acha que não podemos aproveitar nada nesse momento?" - Si Fu fez uma rápida pausa, cruzou seus braços e perguntou-me :"Me responde uma coisa: O que eu estou fazendo nesse trem?".

Si Fu spoke of his dedication to the trip, of all his efforts, and how I could explain to him, the fact that he was focused and awake and we were both asleep. He asked me, because that moment should be considered an interval: "Are you really just worried about your travel planning? Dont you think we can't enjoy anything right now?" -Si Fu paused briefly, he crossed his arms and asked me: "Answer me one thing: What am I doing on this train?".

Quando chegamos a Luxemburgo, fazia um frio inacreditável! Mas eu adoro frio, então estava curtindo! O problema era que Si Fu ainda estava serio! E foi então que algo surpreendente aconteceu: Na Gare Central, ao descer do trem, descobri que não tem Uber em Luxemburgo. Começou a chover, e a cena era: Eu, Claudio e Si Fu em pé na frente da estação com a chuva apertando e Si Fu me olhando serio como quem diz: "E ai? Você vai me deixar na chuva?"- Olhei para o leste e vi alguns taxis, e acabamos sendo atendidos por um senhor que era português.  E em apenas 10 minutos, ele explicou tudo que se possa imaginar sobre Luxemburgo: Como trabalhar lá, como viver, o salário mínimo, etc... Ele inclusive falava seis idiomas! Por fim, ele nos convidou para uma "sidequest" :"Vocês podem pegar um comboio(trem) e ir até Trier, na Alemanha.".

When we arrived in Luxembourg, it was unbelievably cold! But I love cold, so I was enjoying it! The problem was that Si Fu was still serious! And then something surprising happened: At Gare Central, when I got off the train, I discovered that there is no Uber in Luxembourg. It started to rain, and the scene was: Me, Claudio and Si Fu standing in front of the station with the rain getting heavy and Si Fu looking at me seriously as if to say: So... Are you going to leave me in the rain?" - I looked at the east and I saw some taxis, and we ended up being served by a man who was Portuguese. And in just 10 minutes, he explained everything imaginable about Luxembourg: How to work there, how to live, the minimum wage, etc ... He even spoke six languages! Finally, he invited us to a "sidequest": "You can take a train and go to Trier, Germany."

(O humor de Si Fu melhorou ao entrar no ônibus em direção
 a estação onde pegaríamos o trem para a Alemanha, após deixarmos as malas no hotel.
 Estava tanto frio, que o calor do ônibus o fez esquecer, momentaneamente, de tudo até ali.)

(Si Fu's mood improved when he got on the bus to the train station to go to Germany.
 It was so cold that the heat of the bus made him momentarily forget everything up there.)

Ao chegarmos no hotel, descobrimos que o check-in seria apenas as 14h. 
Deixamos as malas no hotel e fomos até o ponto de ônibus! Em Luxemburgo, aos Sábados os ônibus são de graça!

Upon arriving at the hotel, we found out that check-in would only be at 2pm. We left our bags at the hotel and went to the bus stop! In Luxembourg, buses are free on Saturdays!

Antes de pegarmos o trem para Trier, resolvemos almoçar num restaurante indiano. A comida era deliciosa e os atendentes extremamente educados. Mas eles nos olhavam de um jeito engracado :Era como se não fossemos bem-vindos, mas eles também não poderiam nos mandar embora(risos)

Before taking the train to Trier, we decided to have lunch at an Indian restaurant. The food was delicious and the attendants extremely polite. But they looked at us in a funny way: It was like we weren't welcome, but they also couldn't send us away (laughs)

A viagem para Trier foi longa, mas recompensadora. Conversamos sobre temas variados, apreciamos a paisagem e Si Fu parecia muito satisfeito com o que via da Alemanha. Lembrei de meu irmão Kung Fu Fernando Xavier, quando vi as pistas de asfalto extremamente lisas e com a umidade da garoa que não parava de cair, serpenteando as margens dos rios. Como pistas tão bem asfaltadas poderiam existir naquele fim de mundo?

The trip to Trier was long, but rewarding. We talked about different topics, enjoyed the scenery and Si Fu seemed very satisfied with what he saw from Germany. I remembered my  Kung Fu brother Fernando Xavier, when I saw the asphalt tracks extremely smooth and with the humidity of the drizzle that kept falling, winding the banks of the rivers. How could such well-paved tracks exist at that end of the world?

Ao chegarmos a Trier, me senti novamente com quatorze anos de idade jogando "Chrono Trigger" depois da escola e chegando a uma nova cidade. Tudo nesse lugar era magnifico! Estar na Alemanha para mim era uma emoção sem tamanho, devido a uma serie de questões particulares!
Somente o poder pessoal desenvolvido em mim através da relação com Si Fu, poderia ser capaz de me fazer chegar até ali do jeito que chegamos!

When we arrived in Trier, I felt again at the age of fourteen playing "Chrono Trigger" after school and arriving in a new city. Everything in this place was magnificent! Being in Germany for me was an emotion without size, due to a series of particular issues!
Only the personal power developed in me through the relationship with Si Fu, could be able to get me there the way we did!
A arquitetura do lugar era deslumbrante! Lembrei-me do meu irmão Kung Fu
Clayton Meireles que é arquiteto, e enviei uma serie de fotos da arquitetura local.

The architecture of the place was stunning! I remembered 
my  Kung Fu brother Clayton Meireles, 
and sent a series of photos of the local architecture.


Ao final, num restaurante russo no subsolo da cidade onde aprecio essa cerveja, tive uma das conversas mais emocionantes de minha trajetória com Si Fu. Tenho um irmão Kung Fu chamado Roberto Viana que é muito intenso assim como eu. Ele também é muito sensível, e aprecia momentos assim de forma muito inspiradora. Por isso, ao ouvir as palavras de Si Fu, me emocionaria por mim mesmo, mas tentei trazer em meu coração a memória do meu irmão Kung Fu. Imaginei ele ao meu lado, e o quanto ficaria feliz de ouvir aquilo. Afinal, ele me incentiva muito. Isso fez a experiência ser ainda mais enriquecedora!

In the end, in a Russian restaurant in the basement of the city where I enjoy this beer, I had one of the most exciting conversations of my career with Si Fu. I have a Kung Fu brother named Roberto Viana who is very intense just like me. He is also very sensitive, and enjoys moments like this in a very inspiring way. So, hearing Si Fu's words, I would be moved by myself, but I tried to bring the memory of my Kung Fu brother into my heart. I imagined him beside me, and how happy he would be to hear that. After all, he encourages me a lot. This made the experience even more enriching!


Queria transmitir em palavras tudo o que sinto ao olhar cenas como essa que presenciei da janela do trem. Veja: Qualquer idiota compra uma passagem e faz uma viagem. O que tem de especial nesses momentos não são somente os lugares que vimos e que compartilhamos juntos, mas o que sentimos. E principalmente, a maneira com que a vida nos levou até ali.
Mesmo que você me conhecesse a minha vida inteira, ainda assim, nunca entenderia o que senti naquele dia.  

I wanted to convey in words everything I feel when looking at scenes like the one I saw from the train window. See: Any idiot buys a ticket and takes a trip. What is special about these moments is not only the places we saw and shared together, but what we felt. And mainly, the way life took us there.
Even if you had known me my whole life, you would still never understand what I felt today. Even if you live with your Si Fu for twenty-one years like me, you will never understand this relationship ... Because this is my story, my look ...


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira 'Moy Fat Lei'
moyfatlei.myvt@gmail.com

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

吗太太,我们的亲爱老师去世


 我想写为一个学生. 老师去世, 我好伤心. 老师曾经是母亲,祖母,朋友 和老师。我们在2006年第一次见面。我的师父要了我开始和她一起学习汉语。他也是她的学生。从一开始我就喜欢她的教学。她的教学风格使我在短短几个月内学到了很多东西.每次我和朋友宝拉(Paula)开车送她回家时。在那一刻,我从她那里学到了很多关于如何以一种良好的方式生活的知识。


我有一个师父,但我从未想过,除了他,我还能爱一个老师。她对我来说就像一个家庭。一旦我敢于她的教学方式。 她让我写116汉字。我没有意识到我对汉字部首学到了很多东西。因为她的教学方式很流畅。有一次她问我为什么我还没结婚。所以她说我不应该选择比我高五年的人.她说女孩和我总是处在不同的时刻。 如果她比我大五岁。我的老师很聪明。

她于1989年开始在里约教中文。当时,中国在世界其他地区仍然是沉睡的巨龙. 但是她曾经相信人们会喜欢学习中文。这样,她成为里约热内卢最重要的中文老师。她是我的老师,所以对我来说,她是第一名。

我将永远想念她。她就像一颗璀璨的星星,通过她的光芒改变了许多人的生活。她也许已经过世了,但是她的一部分教学遗产现在就在我身边。 这对我来说是一种荣幸。老师,你就像我的家人一样。 谢谢你为我做的一切。 像你这样的人应该永远活着。 这是一种荣幸。 谢谢。 愿你安息。



梅祖利奥的弟子
梅法利
moyfatlei.myvt@gmail.com

sábado, 16 de janeiro de 2021

Claudio, of the Moy Jo Lei Ou Clan

(Aeroporto Internacional de Varsóvia na Polônia. Da esq. p/ dir.: Claudio, Mestre Julio Camacho e eu)

(Warsaw International Airport in Poland. From left to right: Claudio, Master Julio Camacho and me)
 

Conhecido em todo o mundo graças a música de Tom Jobim e Vinícius de Morais. O bairro de Ipanema na região da Zona Sul do Rio de Janeiro, tem um Núcleo Certificado da Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence. Este local é dirigido por Cláudio Teixeira "Moy Kat Jo".
Claudio tem se mostrado um dos grandes exemplos do que uma relação de confiança entre Si Fu(師父 ) e To Dai(徒弟) é capaz de promover. 

Known all over the world thanks to the music of Tom Jobim and Vinícius de Morais. The Ipanema neighborhood in the South Zone of Rio de Janeiro, has a Certified School of Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence. This school is run by Cláudio Teixeira "Moy Kat Jo".
Claudio has proved to be one of the great examples of what a relationship of trust between Si Fu (師父) and To Dai (徒弟) is capable of promoting.
(Eu e Cláudio na Cidade Velha de Varsóvia na Polônia)
(Me and Claudio in Warsaw´s Old City in Poland)

O termo do dialeto cantonês  "Si Fu(師父 )" , é o que usamos para nos referirmos à figura de quem em português chamamos de "Mestre". A pouca abrangência de nosso idioma quando comparado ao dialeto cantonês, não contempla tudo que este termo pode vir a significar. Observe por exemplo, que o "Fu"(父) de Si Fu(師父 ). É um ideograma que simboliza um homem segurando, com os dois braços erguidos, duas armas. Este ideograma (父 ) representa um dos trabalhos mais difíceis de um Si Fu(師父 ) a meu ver: O de proteger, por diferentes perspectivas, o caminho para que o tolo  To Dai(徒弟) possa ter a mínima chance de segui-lo. 

The Cantonese dialect term "Si Fu (師父)", is what we use to refer to the figure of whom in western languages we call "Master". The little coverage of our western languages when compared to the Cantonese dialect, does not include everything that this term may come to mean. Note, for example, that the "Fu" (父) of Si Fu (師父). It is an ideogram that symbolizes a man holding, with both arms raised, two weapons. This ideogram (父) represents one of the most difficult tasks of a Si Fu (師父) in my view: That of protecting, from different perspectives, the way so that the fool To Dai (徒弟) can have the slightest chance of following him .
(Uma das atividades durante a visita de Mestre Julio Camacho ao Brasil. 
Enquanto todos riem e conversam, Claudio se concentra na programação ao fundo)

(One of the activities during Master Julio Camacho's visit to Brazil.
While everyone laughs and talks, Claudio focuses on programming the next activity in the background)


Dentre essas perspectivas de "proteção", talvez uma das mais desafiadoras seja a de proteger o  To Dai(徒弟) dele próprio. Pois num processo de desenvolvimento humano, a cada camada inútil que é retirada de nossa psiché, através de uma combinação entre experiência marcial e "Vida-Kung Fu". Acabamos por nos redescobrir. E nesse processo de redescoberta, muitas vezes começamos a não gostar do que vamos encontrando, começamos a resistir à mudança. Pois estamos tão comprometidos com nosso ciclo vicioso, que mudar dói. E aí nos auto sabotamos.  Nosso Si Fu(師父 ) então hora nos toma pela mão, por vezes diminui o passo para que possamos continuar seguindo-o. Ou até mesmo, deixa o "vazio", para que nos recuperemos por si mesmos.

Among these "protection" perspectives, perhaps one of the most challenging is that of protecting the To Dai (徒弟) from himself. Because in a process of human development, each useless layer that is removed from our psyche, through a combination of martial experience and "Kung Fu-Life". We ended up rediscovering ourselves. And in this process of rediscovery, we often start to dislike what we find, we start to resist change. Because we are so committed to our vicious cycle, that change hurts. And then we sabotage ourselves. Our Si Fu (師父) then takes us by the hand, sometimes slowing down so we can continue to follow him. Or even, he leaves the "emptiness" so that we can recover on our own.

Na última visita do meu Si Fu(師父 ) ao Brasil, foi profundamente tocante observar todo o empenho de Claudio Teixeira (foto) em promover o melhor evento possível, tomando a frente do mesmo. Claudio, irreconhecível, mostrava uma agressividade direcionada muito inspiradora. Desde o pré-evento organizando inúmeros encontros, sempre se ajustando aos diferentes humores de seus pares. Até mesmo o pós-evento, trazendo à consciência de todos a importância de seguir com a mesma energia. 

On the last visit of my Si Fu (師父) to Brazil, it was deeply touching to observe all the efforts of Claudio Teixeira (photo) in promoting the best possible event, taking the lead. Claudio, unrecognizable, showed a very inspiring directed aggressiveness. Since the pre-event organizing numerous meetings, he has always adjusted to the different moods of his peers. Even the post-event, bringing to everyone's awareness the importance of following with the same energy.
(Claudio com dois membros do Núcleo Ipanema)
(Claudio with two students of MYVT Ipanema School)

Essa mudança de conduta do Claudio Teixeira, não ocorreu somente no evento. Ela vem se manifestando no dia a dia. Descobrimos em Claudio alguém muito disposto a inovações e muito preocupado com o futuro da Família-Kung Fu. Sua energia para que as coisas aconteçam, tem estado tão forte, que para alguém orgulhoso como eu. Sempre me lembra de aumentar ainda mais a velocidade do que faço, para não ficar para trás. 

This change in behavior by Claudio Teixeira did not occur only at the event. It has been manifesting itself on a daily basis. We found in Claudio someone very willing to innovate and very concerned with the future of the Kung Fu Family. His energy to make things happen, has been so strong, that for someone proud like me. It always reminds me to speed up even more than I do, so I don't fall behind.

(Claudio e Si Fu na Cidade de Luxemburgo, 2019)
(Claudio and Si Fu in Luxembourg City, 2019)

Por vezes, olhei para o Claudio durante o evento, e ao observar sua conduta que era a de alguém que queria fazer dar certo. Que não queria perder tempo com discussões desnecessárias.  Só me fazia pensar em uma coisa: "O Si Fu(師父 ) é f***!". - Não desmerecendo o esforço do Cláudio para empreender essa mudança de postura. Mas foram vinte anos de um investimento paciente de nosso Si Fu(師父 ) nesta relação. Foram vinte anos, por vezes, acreditando mais no Cláudio do que ele mesmo. E o resultado está aí. E o Cláudio ainda nem começou a explorar seu potencial. 
E no final de tudo isso, só espero realmente, ter essa capacidade monstruosa de acreditar  em um To Dai(徒弟), ainda que ele faça de tudo para me convencer a desistir dele. Pois o novo Cláudio Teixeira, mostrou que a recompensa do investimento paciente, chega. E quando chega, é algo inspirador.

Sometimes, I looked at Claudio during the event, and observing his behavior of someone who wanted to make it work. That didn't want to waste time on unnecessary arguments. It just made me think of one thing: "My Si Fu (師父) is the man!". - Not detracting from Claudio's effort to undertake this change in posture. But it was twenty years of patient investment by our Si Fu (師父) in this relationship. It was twenty years, sometimes, believing in Claudio more than himself. And the result is there. And Cláudio hasn't even started to explore his potential.
And at the end of it all, I really only hope that I have this monstrous ability to believe in a To Dai (徒弟), even though he does everything to convince me to give up on him. Because the new Cláudio Teixeira, showed that the reward of patient investment is great. And when it arrives, it is something inspiring.





The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com

terça-feira, 12 de janeiro de 2021

Master Julio Camacho, a year of transformation.

 

Com seu retorno para casa, fica agora a possibilidade de refletir sobre a passagem de meu Mestre Julio Camacho pelo Brasil nos últimos dias. Afinal de contas, quando embarcou para os EUA em Janeiro. Não se tinha ideia de tudo o que aconteceria nos meses seguintes até seu retorno. E a pergunta que fica é: Houve de fato uma transformação significativa em sua pessoa?
Acompanhar as transformações de seu mentor ao longo dos anos, nem sempre é uma tarefa fácil. Pois de todas as suas versões, você acaba por elencar uma preferida, e espera que seja aquela a definitiva. Portanto, quanto mais versátil for um Mestre de Ving Tsun, mais rica será a experiência para seus seguidores. 
Pouco antes de embarcar, vínhamos de três duros anos de preparação até que aquele embarque fosse possível. Uma aceleração nos processos foi implementada e algumas pessoas acabaram por ficar pelo caminho. No meu caso, existia o desafio de continuar sendo um discípulo ativo de Mestre Julio Camacho e de liderar minha própria Família Kung Fu recém fundada. Foram dias, meses e anos muito difíceis e de muitas incertezas. Com isso, não significa que não tenham havido bons momentos. 
Naqueles dias, percebia Mestre Julio Camacho mudando de humor com certa frequência. Por vezes o vi feliz, pois estava motivado com um novo projeto que tinha certeza de que seria inovador. Em outros momentos, percebia ele cansado, exaurido. Após algum processo vivido com algum praticante, que por mais que tivesse se esforçado, parecia fadado a naufragar. 


With his return home, there is now the possibility to reflect on my Master Julio Camacho's passage through Brazil in the last few days. After all, when he left for the US in January,2019. There was no idea of ​​everything that would happen in the months that followed until his return. And the question that remains is: Has there really been a significant transformation in him?
Keeping up with your mentor's transformations over the years is not always an easy task. Because of all of his versions, you end up listing a favorite one, and hope that it will be the definitive one. Therefore, the more versatile a Ving Tsun Master is, the richer the experience for his followers.
Just before boarding, we had three hard years of preparation before that boarding was possible. An acceleration in the processes was implemented and some people ended up going away. In my case, there was the challenge to remain an active disciple of Master Julio Camacho and to lead my own newly founded Kung Fu Family. There were very difficult days, months and years and many uncertainties. This does not mean that there have been no good times.
In those days, I noticed my Master Julio Camacho changing his mood quite often. Sometimes I saw him happy, because he was motivated by a new project that he was sure would be innovative. At other times, he found himself tired, exhausted. After some process lived with some practitioner, who, despite his efforts, seemed doomed to sink.
Nos primeiros contatos com meu Mestre através de alguma plataforma de videoconferência. Demorei a entender que estávamos em outro momento. Ele sem dúvidas, parece ter uma grande capacidade de “virar a chave”. E por conta disso, entendeu rapidamente que em meio ao cenário que se apresentava nos primeiros dias de quarentena, o mais importante era manter a Família Kung Fu unida. Desta maneira, se disponibilizou aqueles que o procurassem[como foi o meu caso]. Conversamos muito sobre diferentes temas nesses encontros, mas sem dúvidas o destaque foi para o “Luk Dim Bun Gwaan”. Pude aprender muito com meu Mestre durante esses encontros remotos. Não me refiro aqui, a algum segredo ou grande novidade. Mas aprender com seu jeito de olhar o mundo, as coisas e diferentes temas. Sempre primando por uma assertividade em cada coisa que era discutida, cobrava que fizéssemos o mesmo esforço de refinar nosso pensamento, para que pudéssemos ter dele, o que de fato buscávamos.

In the first contacts with my Master through some videoconference platform. It took me a while to understand that we were at another time. He undoubtedly seems to have a great ability to "turn the key". And because of that, he quickly understood that in the midst of the scenario that presented itself in the first quarantine days, the most important thing was to keep the Kung Fu Family together. In this way, for those looking for him he was available [as was my case]. We talked a lot about different topics at these meetings, but without a doubt the highlight was “Luk Dim Bun Gwaan”. I was able to learn a lot from my Master during these remote encounters. I am not referring here to any secret or big news. But learn from his way of looking at the world, things and different themes. Always striving for assertiveness in everything that was discussed, he demanded that we make the same effort to refine our thinking, so that we could have it, what we were really looking for.



Não foram necessários muitos dias, para perceber que meu Mestre Julio Camacho havia mudado. Na verdade, sempre estamos em constante transformação. Ainda que sejam micro transformações. Acontece que percebi uma pessoa muito mais relaxada e bem disposta. Houveram sim, momentos onde meu Mestre Julio Camacho, precisou intervir com mais energia. Porém, mesmo esses momentos, estavam muito diferentes do período entre 2017 e 2020. Percebia não mais um objetivo, mas sim, um interesse real de que nos desenvolvêssemos em algum momento durante sua estadia. Talvez não seja a toa, que tocou tanto no ponto referente a “Atenção Cuidadosa”. Algo que faltou em muitos momentos nas atividades  que foram promovidas em função de sua presença. 
A lição que tirei desse reencontro com meu Mestre, é a inspiração para entender que nós nos transformaremos naturalmente ao longo da vida, a medida que o tempo nos atravessa. Porém, um verdadeiro artista marcial, poderá promover uma mudança consciente para a direção que lhe for mais interessante para que possa se refinar principalmente como ser humano. 

It didn't take many days to realize that my Master Julio Camacho had changed. In fact, we are always in constant transformation. Even if they are micro transformations. It turns out that I noticed a much more relaxed and willing person. There were times when my Master Julio Camacho needed to intervene with more energy. However, even these moments, were very different from the period between 2017 and 2020. I realized no longer an objective, but a real interest that we would develop at some point during his stay. Perhaps it is not by accident, that he talked so much on the point referring to “Careful Attention”. Something that was missing in many moments in the activities that were promoted due to his presence.The lesson I learned from this reunion with my Master is the inspiration to understand that we will transform ourselves naturally throughout life, as time passes through us. However, a true martial artist, will be able to promote a conscious change in the direction that is most interesting to him so that he can refine himself mainly as a human being.


The Disciple of Master Julio Camacho

Thiago Pereira “Moy Fat Lei”

moyfatlei.myvt@gmail.com



segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

An essay on the emptiness of “Da Hung Jong” [打 空 樁]

 

No último Sábado pude ter uma experiência muito marcante com meu Mestre Julio Camacho. Por esta ter sido também a última atividade prática, dentro do evento que compreendeu o período de sua visita ao Brasil depois de um ano. Posso dizer que para mim, fechou com chave de ouro. 
O meu aprendizado começou bem antes. Eu havia passado todo o dia 01 de Janeiro de cama por conta de uma intoxicação alimentar. Você pode estar pensando agora: “Ei! Que péssima maneira de começar o ano!” - Mas não é bem assim. Com o tempo percebi que até que algo se desdobre. Não saberemos de fato se um acontecimento foi bom ou ruim. 
Sendo assim, as 6am de Sábado ainda me sentia mal e avisei ao meu Mestre que não estaria presente. Para minha surpresa, ele disse que se encontrava na mesma situação e desejou-me melhoras. Então, após refletir por alguns segundos, pensei que se ele estava mal de saúde e não iria desistir de ir, caberia a mim apenas trocar de roupa e fazer o mesmo. 
Ele não me pediu por isso, não sugeriu e nem orientou. Percebendo a situação, tomei esta decisão de sair mesmo não estando recuperado.  E já que estamos falando do “Da Hung Jong”[打空樁], é importante ressaltar o que Mestre Julio Camacho disse na abertura do evento, sobre o “Vazio”[Hung 空]. De que dar o “Vazio”[Hung 空] ao praticante é parte do processo dele. Afinal “ O 'vazio[Hung 空]' é parte do 'todo' ”.

Last Saturday I was able to have a very remarkable experience with my Master Julio Camacho. Because this was also the last practical activity, within the event that comprised the period of his visit to Brazil after a year. I can say that for me, it closed with a golden key.
My apprenticeship started well before. I had spent the entire January 1st in bed because of food poisoning. You may be thinking now, “Hey! What a bad way to start the year! ” - But not quite. Over time I realized that until something unfolds. We won't really know if an event was good or bad.
So, at 6am on Saturday I still felt sick and I told my Master that I would not be present. To my surprise, he said he was in the same situation and wished me well. So, after reflecting for a few seconds, I thought that if he was in poor health and would not give up going, it would be up to me to just change clothes and do the same.
He did not ask me for it, did not suggest or advise. Realizing the situation, I made this decision to leave even though I was not recovered. And since we are talking about “Da Hung Jong” [打 空 樁], it is important to highlight what Master Julio Camacho said at the opening of the event, about the “emptiness” [Hung 空]. That giving the "emptiness" [Hung 空] to the practitioner is part of his process. After all “The 'emptiness [Hung 空]' is part of the 'whole'”.
Mestre Julio Camacho seguiu uma linha de raciocínio muito interessante. Se alguém no público presente esperava um segredo ou receita. Ele criou um cenário em que rapidamente todos perceberam a necessidade de se dedicar mais a prática no “Muk Yan Jong” para poder aí sim, entender melhor o  “Da Hung Jong”[打空樁]. 
Esta sua abordagem foi muito coerente, tendo em vista que se o  “Da Hung Jong”[打空樁] prioriza o estudo do “Vazio”[Hung 空]. Caso ele começasse a fazer apontamentos, estaria sendo incoerente com a natureza desta prática. 

Master Julio Camacho followed a very interesting line of reasoning. If anyone in the audience was expecting a secret or recipe. He created a scenario in which everyone quickly realized the need to dedicate more practice to “Muk Yan Jong” so that he could better understand “Da Hung Jong” [打 空 樁].
This approach was very consistent, considering that if “Da Hung Jong” [打 空 樁] prioritizes the study of “emptiness” [Hung 空]. If he started making corrections, he would be inconsistent with the nature of this practice.

Geralmente sentimos falta de uma boa explicação, de um final coerente para um processo que estamos envolvidos. Porém, cabe nos perguntarmos o quanto este não seria um traço de insegurança. Nossa incapacidade de lidar com o “Vazio”[Hung 空] que uma determinada situação nos apresenta. Faz com que nos tornemos ansiosos por saber o que vem depois. Quando na verdade, este estudo da sequencia que usamos no boneco de madeira [Muk Yan Jong], sem o mesmo. Nos possibilita em silencio, buscarmos a coerência da sequencia. Ao entendermos o que está ali apenas por conta do  boneco de madeira [Muk Yan Jong]. E mais ainda: Como os passos seguintes da sequencia, vão se desdobrar em função de nosso primeiro movimento. 
É, ainda posso lembrar quando meu Mestre Julio Camacho nas escadas rolantes do Aeroporto Santos Dumont, disse-me que nos próximos três anos. Cada movimento dele seria em função de conseguir o visto para os EUA.
Três anos se passaram, hoje ele possui o Green Card e deixou um exemplo muito poderoso sobre manter a intenção de avançar. Ainda que não saibamos exatamente para qual direção a princípio. 
Por isso, acredito que muitos praticantes contornem o desafio de parar e praticar seriamente o “Da Hung Jong”[打空樁]. Lidar com o vazio é incomodo, é solitário... Mas o praticante de artes marciais sério, deve se preparar para esses reveses da vida, a cada instante.

We often miss a good explanation, a coherent ending to a process we are involved in. However, it is worth asking ourselves how much this would not be a trait of insecurity. Our inability to deal with the “emptiness” [Hung 空] that a given situation presents us with. It makes us anxious to know what comes next. When in fact, this study of the sequence we used on the wooden dummy [Muk Yan Jong], without the same. It allows us to silently seek the coherence of the sequence. When we understand what is there only because of the wooden dummy [Muk Yan Jong]. And even more: As the following steps of the sequence, will unfold according to our first movement.
Yes, I can still remember when my Master Julio Camacho on the escalators at Santos Dumont Airport, told me that in the next three years. His every move would be to get the visa for the USA.
Three years have passed, today he owns the Green Card and has left a very powerful example of maintaining the intention to move forward. Although we don't know exactly which direction to start with.
Therefore, I believe that many practitioners bypass the challenge of stopping and seriously practicing “Da Hung Jong” [打 空 樁]. Dealing with emptiness is uncomfortable, it is lonely ... But the serious martial arts practitioner, must prepare for these setbacks in life, every moment.

Chovia demais quando voltava para casa com Roberto ao meu lado e Rodrigo no banco de trás. Conversamos sobre amenidades e eu já me sentia totalmente recuperado da infecção que tive. Na verdade, eu nem lembrava dela mais. E assim como em outras oportunidades, enquanto o pessoal conversava, eu olhava o caminho a frente pensando que muitas vezes será sim, nosso compromisso com alguma coisa. Que vai de alguma maneira nos levantar, e nos fazer ficarmos melhor. Seja do que for. Afinal, se eu apenas não tivesse saído de casa naquela manhã. Nenhuma dessas linhas poderiam ser escritas.

It rained a lot when I came home with Roberto by my side and Rodrigo in the back seat. We talked about amenities and I already felt completely recovered from the infection I had. In fact, I didn't even remember it anymore. And just like on other occasions, while the guys were talking, I looked the way forward thinking that many times it will be our commitment to something. That will somehow lift us up, and make us feel better. Whatever it is. After all, if I just hadn't left my bed that morning. None of these lines could be written.


THE DISCIPLE OF MASTER JULIO CAMACHO
Thiago Pereira “Moy Fat Lei”
moyfatlei.myvt@gmail.com