Apoie o Blog!

sábado, 16 de maio de 2020

眼法 (NGAN FAAT) - SI FU´S SECRET ON HOW TO USE SIU NIM TAU WHEN SOMEONE IS BREAKING DOWN

(Si Fu faz "Siu Nim Tau" no dia em que pegou as chaves
 da nova sala na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio em 2004)

(Si Fu does the "Siu Nim Tau" on the day he took the keys
of the new room in Barra da Tijuca, West Zone of Rio in 2004)

Quando comecei a praticar o Ving Tsun, muito se dizia sobre a palavra "focar" relacionada ao Siu Nim Tau. Foram necessários doze anos para que eu pudesse resignificar esse entendimento, pois dizia-se naquele momento, que quando expandíamos os braços lateralmente na  altura dos ombros na segunda parte do Siu Nim Tau, deveríamos utilizar-nos da chamada "visão periférica".
Sem refletir sobre o tema com afinco, doze anos depois ao acompanhar meu Si Fu numa prática da minha irmã Kung Fu mais nova Cynthia Tong, ouvi de Si Fu que ela poderia "relaxar o olhar".
Si Fu teria dito que ao focarmos, tendemos a desconsideramos tudo que está à nossa volta. Segundo ele isso também acontecia com a "chamada visão periférica". Portanto, dizia Si Fu que ao relaxarmos o olhar, podemos perceber "o todo". Aquela fala me trouxe uma nova consciência sobre as informações que recebera doze anos antes, e que não me dediquei a amadurecer.

When I started practicing Ving Tsun, a lot was said about the word "focus" related to Siu Nim Tau. It took twelve years for me to reshape that understanding. For it was said at that time, that when we expanded our arms laterally at shoulder height in the second part of Siu Nim Tau, we should use the so-called "peripheral vision".
Without thinking hard about the theme, twelve years later, following my Si Fu teaching my younger Kung Fu sister Cynthia Tong, I heard from Si Fu that she could "relax her eyes".
Si Fu would have said that when we focus, we tend to disregard everything around us. According to him, this also happened with the so called "peripheral vision". Therefore, Si Fu said that when we relax our eyes, we can perceive "the whole". That speech brought me a new awareness of the information I had received twelve years earlier, and which I did not dedicate myself to maturing.

Quando falamos em "Faat"(法) em artes marciais chinesas, podemos estar nos referindo à inúmeras possibilidades. Podemos por exemplo estar nos referindo à "Sau Faat"(手法) que em um caso, podemos falar do "uso das mãos" em determinado estilo, Sistema ou momento de um Sistema de Variação. Porém, ainda que não muito evidenciado, algumas artes marciais fazem uso de um "法"(Faat) para os "Olhos"(眼 Ngan) o que chamaríamos de "Ngan Faat"(眼法).

When we speak of "Faat" (法) in Chinese martial arts, we may be referring to a myriad of possibilities. We may, for example, be referring to "Sau Faat" (手法) that in one case, we can speak of "the use of hands" in a certain style, System or moment of a System of Variation. However, although not very evident, some martial arts use an "Faat"(法) for" Eyes "(眼 Ngan) what we would call" Ngan Faat "(眼 法).
(Aqui eu faço "Siu Nim Tau" no dia em que peguei as chaves
 da nova sala na Méier, Zona Norte do Rio em 2011)

(Here I was doing the "Siu Nim Tau" on the day I took the keys
of the new room in Meier "Wild" Neighborhood, North Zone of Rio in 2011)


Quando tomamos como exemplo este trecho da segunda parte do Siu Nim Tau. Muitas pessoas preparam o movimento, e por só enxergar o momento do preparo e do ponto final da execução. Não estão conscientes do percurso dos braços ao longo dos 180º, e muito menos dos olhos.
Ademais o ideograma "Nim"(念) de "Siu Nim Tau", une dois ideogramas: O "Gam"(今) que se refere à um processo de algo "atual". E o "Sam"(心), que pode ser entendido por "consciência". Desta forma, conforme ouvi quando comecei nesta trajetória do Sistema Ving Tsun. O "Nim"(念) de "Siu Nim Tau" se refere à um processo de "atualizar a consciência", ou seja: De manter-se presente durante toda a trajetória do movimento, e não apenas quando ele começa ou quando ele termina.

When we take as an example this part of the second part of Siu Nim Tau. Many people prepare the movement, and just see the moment of preparation and the end point of the execution. They are not aware of the trajetory of the arms over 180 degrees, and also they are not aware of the eyes during this process.
In addition the ideogram "Nim" (念) of "Siu Nim Tau", unites two ideograms: "Gam" (今) that refers to a process of something "actual". And "Sam" (心), which can be understood as "conscience". In this way, as I heard when I started on this path of the Ving Tsun System. The "Nim" (念) of "Siu Nim Tau" refers to a process of "updating consciousness", that is: of being present during the entire trajectory of the movement, and not just when it starts or when it ends .
Portanto, quando expandimos nossos braços lateralmente, precisamos considerar também todas as possibilidades ao longo dessa expansão de 180º, e não apenas seu preparo e o final da execução. E mais: Como nos manter conscientes durante o movimento? Talvez seja o caso de executar os "Jiu Sik" em um timing de encadeamento que nos seja possível estar presente mentalmente.

Therefore, when we expand our arms laterally, we also need to consider all the possibilities throughout this 180º expansion, and not just its preparation and the end of the execution. And more: How to keep us conscious during the movement? Perhaps it is the case of executing the "Jiu Sik" in a timing chain that is possible for us to be present mentally.
Portanto, em um momento como esse que estamos vivendo, onde pessoas conseguem apenas se perceber como "saudáveis" ou "entubadas" numa UTI. Ou "Prósperas"ou "falidas". Nós poderíamos relaxar o nosso olhar, como sugeriu Si Fu à minha irmã Kung Fu. Para que assim como na expansão lateral dos braços da segunda parte do Siu Nim Tau. Possamos apreciar todas as possibilidades que se abrem para nós. E não apenas seus extremos. Não sejamos míopes, usemos Kung Fu com nossos olhos.

Therefore, at a time like the one we are living in, where people can only perceive themselves as "healthy" or "intubated" in an ICU. Or "Prosperous" and "bankrupt". We could relax our eyes, as Si Fu suggested to my Kung Fu sister . So that as in the lateral expansion of the arms of the second part of Siu Nim Tau. We can appreciate all the possibilities that are open to us. And not just its extremes. Let us not be shortsighted, let us use Kung Fu with our eyes.



The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com