terça-feira, 31 de março de 2020

MOY FAT LEI KUNG FU FAMILY´S QUARANTINE DAYS

(Transmissão em conjunto do Clã Moy Jo Lei Ou sobre a vida do Si Fu Julio Camacho)
(Broadcast by the Moy Jo Lei Ou Clan  about the life of Si Fu Julio Camacho)


Quando começamos no Sistema Ving Tsun, não sabemos que vamos nos deparar com diferentes Domínios com diferentes naturezas. Estas diferentes naturezas, por muitas vezes não serem parecidas com a nossa própria, podem nos causar aflição. Por isso, tendemos a nos sentirmos mais confortáveis em um determinado Domínio e menos disponíveis emocionalmente em outros. 
Com o tempo, percebi que funciono muito melhor antecipando situações como no Siu Nim Tau. Por isso acompanhando as primeiras notícias do Covid-19 desde Janeiro, começamos a fazer uma série de ajustes no Núcleo Méier, onde fica o Mo Gun de minha Família, de maneira que quando recebemos a ordem de "Lockdown", pareceu ser um processo natural. 
Diferente de um sentimento de: "E agora, o que faremos?" - A Família mostra-se cada vez mais unida.

When we start with the Ving Tsun System, we do not know that we will encounter different Domains with different natures. These different natures, because they are often not like our own, can cause us distress. Therefore, we tend to feel more comfortable in one domain and less emotionally available in others.
Over time, I realized that I work much better anticipating situations like Siu Nim Tau. So following the first news from Covid-19 since January, we started making a series of adjustments at MYVT Méier School, where my family's Mo Gun is located, so that when we received the "Lockdown" order, it seemed to be a natural process .
Unlike a feeling of "And now, what are we going to do?" - The Family is increasingly united.
(Fugindo da quarentena em busca de café)
(Escape from quarantine searching for coffee 'espresso')

Um ponto curioso desta quarentena, tem sido o fato de estar fazendo ela dentro do Mo Gun junto de minha discípula Caroline Archanjo(FOTO). No início ela ainda precisava sair pra trabalhar, mas agora trabalha do Mo Gun e isso tem nos rendido bons momentos de Vida Kung Fu. Costumo brincar, dizendo nas transmissões ao vivo que ela é a única To Dai do planeta em quarentena com o Si Fu.

A curious point of this quarantine has been the fact that I am doing it inside the Mo Gun with my disciple Caroline Archanjo (PHOTO). At the beginning she still needed to leave to work, but now she works home office inside Mo Gun and that has given us good moments of Kung Fu Life. I often joke, saying in live broadcasts that she is the only To Dai on the planet quarantined with Si Fu.
Depois que descobrimos uma padaria que ainda serve espresso, meu outro discípulo Rodrigo Caputo(FOTO), se juntou a nós quando precisamos sair para comprar mantimentos e reabastecer as energias com um bom espresso!

After we discovered a bakery that still serves espresso, my other disciple Rodrigo Caputo (PHOTO), joined us when we needed to go out to buy groceries and refuel with a good espresso!
Na primeira transmissão de todas(FOTO), existia ainda a preocupação sobre a adesão dos aspirantes à membro, ou seja, os novos praticantes do Núcleo Méier neste momento.
Não me pareceu surpresa o fato deles estarem aproveitando tanto esse momento. Com a forte adesão dos membros vitalícios, um processo que poderia parecer um "remendo" num momento inesperado, mostrou-se o que é de fato: Maneiras diferentes de se explorar o Kung Fu a partir de nosso Programa.

In the first transmission of all (PHOTO), there was still concern about the adhesion of the new members,  of the MYVT Méier School at this very time.
I did not seem surprised that they were enjoying this moment so much. With the strong adherence of special students (Disciples), a process that could seem like a "patch" at an unexpected time, it showed what it really is: Different ways to explore Kung Fu using our Program.

Tem sido muito marcante também minha interação com Si Fu neste novo cenário(FOTO). Fica claro mais uma vez, que para se seguir junto não é necessário estar perto. Pois estamos tendo uma sintonia muito maior do que no último ano.
Muito tempo atrás, Si Fu falou que nossa relação funcionava melhor em situações de crise. Isso parece ainda ser um ponto a se considerar.

My interaction with Si Fu in this new scenario has also been very striking (PHOTO). It is clear once again that to follow together it is not necessary to be close. Because we are having a much greater harmony than in the last year.
A long time ago, Si Fu said that our relationship worked better in crisis situations. This still seems to be a point to consider.
Não sei como tem sido sua quarentena, mas lembre-se sempre de minha discípula Caroline fazendo quarentena com seu Si Fu que sou eu. Sábado passado "convidei-a" para assistir "Mad Max 2 - Road Warrior"(1982) com Mel Gibson. Como uma boa discípula ela disse: "O filme é um pouco diferente Si Fu, mas é bem legal!" (Risos)
Apoie as pequenas empresas de seu bairro e fique em casa se lhe for possível!

I don't know what your quarantine has been like, but always remember my disciple Caroline quarantining  with her Si Fu thats me. Last Saturday I "invited" her to watch "Mad Max 2 - Road Warrior" (1982) starring Mel Gibson. As a good disciple she said in the end:  "The film is a little bit different Si Fu, but it's really cool!" (Laughs)
Support small businesses in your neighborhood and stay at home if you can!



The Disicple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com

segunda-feira, 30 de março de 2020

FONG SONG(放鬆): MASTER JULIO CAMACHO´S SECRET TO RELAX DURING THESE TIMES.

(Meu Mestre Julio Camacho no 1º museu de Ip Man em 2006)
(My Si Fu at the first Ip Man Museum in 2006)

Quando comecei a praticar o Sistema Ving Tsun, uma das coisas que me chamaram a atenção na forma de transmissão de uma sequência de movimentos(muitos chamam de "forma") como o "Siu Nim Tau". Era o fato de que o Tutor responsável, lhe mostraria apenas uma vez parte da sequência. Após este ato, você precisaria executá-la. E ao longo dos anos, me foi possível testemunhar diferentes reações à este tipo de transmissão. Muitas das pessoas apenas dizem coisas como: "Eu não lembro. Pode mostrar mais uma vez?" ou "Já esqueci tudo! Pode mostrar novamente?".
O que acontece, é que quanto mais vezes o Tutor fizer esta demonstração, mais chances se tem do tutorado "copiar" sua maneira de fazer,e não descobrir à sua própria. Com isso, passamos de uma transmissão Sistêmica da arte, para uma metódica. 
Anos mais tarde, no início dos anos 2010, presenciei o momento em que uma irmã Kung Fu chamada Cynthia Tong acessava o Cham Kiu. Si Fu disse à ela: "Cynthia, procura relaxar o olhar". - Aquelas palavras me marcaram muito: "Como relaxamos o olhar?" - De fato, a resposta de Si Fu para muitas de minhas questões costuma ser: "...Procura relaxar, Pereira..."

When I started to practice the Ving Tsun System, one of the things that caught my attention in the way of transmitting a sequence of movements (many call it "forms") like "Siu Nim Tau". It was the fact that the responsible Tutor would show you only part of the sequence once. After this act, you would need to perform it. And over the years, I have been able to witness different reactions to this type of transmission. A lot of people just say things like, "I don't remember. Can you show it again?" or "I've forgotten everything! Can you show it again?"
What happens, is that the more times the Tutor makes this demonstration, the more chances are that the student will "copy" his way of doing it, and not discover it on his own. With that, we went from a Systemic transmission of art, to a methodical one.

Years later, in the early 2010s, I witnessed the moment when a Kung Fu sister named Cynthia Tong accessed Cham Kiu. Si Fu told her: "Cynthia, try to relax your eyes". - Those words marked me a lot: "How do we relax our eyes?" - In fact, Si Fu's answer to many of my questions is usually: "... Try to relax, Pereira ..."
(Si Fu em primeiro plano e eu ao fundo durante prática de Siu Nim Tau)
(Si Fu in the foreground and me in the background practicing Siu Nim Tau)

Segundo as palavras de Si Fu sobre "relaxamento": " ...Pode-se dizer que o corpo humano está predisposto ao relaxamento, ou relaxação, para ser mais preciso. Os músculos do nosso corpo passam mais tempo relaxados que em tensão. Um bom exemplo disso, é o coração que executa uma ação que exige muita energia. Ele pulsa durante uma fração de segundo e passa quase três vezes mais tempo relaxando e se recuperando, já se preparando para a ação seguinte..."- Ele prossegue- "...Vale frisar que um dos objetivos do Ving Tsun é justamente a economia de energia,ou melhor, o não desperdício desta. Por este raciocínio, vemos que quanto menos energia gastarmos, menos energia precisaremos recuperar posteriormente..."

According to Si Fu's words about "relaxation": "... It can be said that the human body is predisposed to relaxation, , to be more precise. The muscles of our body spend more time relaxed than in tension. a good example of this, is the heart that performs an action that requires a lot of energy. It pulsates for a fraction of a second and spends almost three times more time relaxing and recovering, already preparing for the next action ... "- He continues- "... It is worth stressing that one of the objectives of Ving Tsun is precisely to save energy, or rather, not to waste it. From this reasoning, we see that the less energy we spend, the less energy we will need to recover later ..."
(Si Gung e Si Fu em momento de descontração nos EUA)
(Si Gung and Si Fu during some relaxing moment in US)

Em 1999, ano em que ingressei na Família Kung Fu, Si Fu falou sobre o termo FONG SONG(放鬆) da seguinte maneira: "...O termo no dialeto cantonês, utilizado para o relaxamento no Ving Tsun é 'FONG SONG(放鬆)'. Literalmente, FONG(放) pode significar 'largar' ou 'soltar' e SONG(鬆) 'afrouxar', 'aliviar', 'desatar'; assim FONG SONG(放鬆) que, em linhas gerais, costumamos traduzir por 'relaxar', pode assumir um significado mais amplo, mais genérico... "- Ele comenta então suas impressões sobre o termo: "...Pessoalmente acredito que vamos acumulando experiências positivas e negativas à medida que vamos vivendo cada vez que entramos em contato com alguma situação que nos remeta às experiências  negativas vividas, mesmo quando não percebemos, tendemos a entrar em tensão, física e/ou mental.  Dessa forma, ficamos amarrados, atados a uma realidade que não é a atual. Justamente aí encontro uma significação maior para FONG SONG(放鬆)..."

In 1999, the year I joined the Kung Fu Family, Si Fu spoke about the term FONG SONG (放鬆) as follows: "... The term in Cantonese dialect, used for relaxation in Ving Tsun is' FONG SONG (放鬆 Literally, FONG (放) can mean 'let loose' or 'let go' and SONG (鬆) 'loosen', 'ease', 'untie'; thus FONG SONG (放鬆) which, in general, we usually translate by 'relax', can take on a broader, more generic meaning ... "- He then comments on his impressions of the term:" ... I personally believe that we accumulate positive and negative experiences as we live each time we enter contact with some situation that leads us to negative experiences, even when we don't realize it, we tend to get into tension, physical and / or mental, so we are tied, tied to a reality that is not the current one. greater for FONG SONG (放鬆) ... "
(Vídeo-conferência com Si Fu durante a quarentena)
(Video-call with Si Fu during the quarantine)


Mais de vinte anos depois, já nos EUA quando estávamos prestes a adentrar este período de quarentena, Si Fu colocou seu entendimento sobre o tema, de uma forma muito mais elaborada:"...Na condição de seu Si Fu, e de um Si Fu que anseia em ser seguido. Tem um momento do meu estágio de compreensão do Kung Fu, que eu gostaria muito que você mais que tudo incorporasse: Que é a ideia de fazer as coisas com prazer, sabe?.." - Disse ele que prosseguiu depois: "...É a ideia de fazer as coisas sabe...Com...'Enjoyment'... "- Disse ele em inglês rindo. - "... Sobretudo as situações que são aversivas, situações que são difíceis, porque eu acredito verdadeiramente, como poucas coisas eu acredito. Que são as situações que se apresentam que fazem a gente ficar melhor, são exatamente essas dificuldades, que fazem a gente criar situações que nós não criaríamos se elas não se apresentassem.."

More than twenty years later, already in the USA when we were about to enter this quarantine period, Si Fu put his understanding on the subject, in a much more elaborate way: "... As his Si Fu, and as a Si Fu who longs to be followed. There is a moment of my understanding of Kung Fu, which I would like you to incorporate more than anything: That is the idea of doing things with pleasure, you know? .. "- He said that and then he continued : "... It's the idea of doing things you know ... With ... 'Enjoyment' ..." - He said - "... Especially situations that are aversive, situations that are difficult, because I truly believe, as few things I believe. That are the situations that present themselves that make us better, it is exactly these difficulties, that make the people create situations that we wouldn’t create if they didn’t present themselves. "
(Observando Si Fu demonstrar o Siu Nim Tau)
(Watching Si Fu demonstrates the Siu Nim Tau)

Assim, venho fazendo com sinceridade, o exercício de relaxar o olhar diante da vida. O mesmo olhar relaxado que me permite guardar tantas imagens em minha memória do que vivo na Vida Kung Fu. Seja FONG SONG(放鬆) ou "Enjoyment", a ideia é sempre procurar relaxar e curtir o momento..Mesmo os aversivos, como disse Si Fu.

Thus, I have been sincerely doing the exercise of relaxing my look on life. The same relaxed look that allows me to keep so many images in my memory of what I live in Kung Fu Life. Whether FONG SONG (放鬆) or "Enjoyment", the idea is to always try to relax and enjoy the moment ... Even the aversives ones, as Si Fu said.


The Disicple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@Gmail.com

sexta-feira, 27 de março de 2020

THE SECOND BRAIN OF THE VING TSUN PRACTITIONER.

(Com Si Fu em 2015 num shopping do Rio. Sua decoração parece a do filme TRON de 1982)
(With Si Fu in 2015 in a shopping mall in Rio. Its decoration looks like that of the 1982 film TRON)


Existe um conceito na relação Si Fu- To Dai (Si-To), o qual usamos o ideograma (守) para nos referirmos à ele. A transliteração que usamos para pronunciá-lo é "Sau"(守).
Procurando em bons dicionários, você pode encontrar diferentes traduções, mas a que chegou até mim foi num primeiro momento foi "Aceitar".
Segundo meu Si Gung Leo Imamura, toda a relação começa com ""Sau"(守). Afinal, nos tempos que estamos vivendo, algumas pessoas(principalmente através das redes sociais) parecem ter desenvolvido um vício em discordar. "Aceitar" o que é proposto pelo outro, é de uma dificuldade muito grande nos dias atuais, pois nos colocamos em oposição e não num processo que François Jullien chamou de "Transindividualidade".

There is a concept in the "Si Fu- To Dai (Si-To) relationship", which we use the ideogram (守) to refer to it. The transliteration we use to pronounce it is "Sao" (守).
Looking in good dictionaries, you can find different translations, but the one that came to me at first was "To accept".
According to my Si Gung Leo Imamura, the whole relationship starts with " Sao "(守). After all, in the times we are living in, some people (mainly through social media) seem to have developed an addiction to disagree." To accept "what it is proposed by the other, it is very difficult nowadays, because we are in opposition and not in a process that François Jullien called "Transindividuality".
(Si Fu apenas poucos dias depois de ser titulado Mestre, em um dos Núcleos que dirigiu)
(Si Fu just a few days after being titled Master, in one of the schools he directed)


Ao longo de sua carreira de mais de vinte e cinco anos, Si Fu lidou com muitas situações nas quais desde irmãos Kung Fu mais novos até seus próprios discípulos. Levavam temas pessoais e particulares até ele, em busca de sua visão estratégica e assertiva sobre o tema. Então muito anos depois, Si Fu me disse: "...Às vezes eu ouvia o problema da pessoa, e minha vida estava de cabeça pra baixo...E eu ali, bem na frente da pessoa ouvindo o problema dela, e ela sem saber de nada..." - Si Fu contava isso com um sorriso maroto e com os braços cruzados, como se simulasse sua escuta nessas oportunidades. Nessas ocasiões Si Fu aperta os olhos, cruza os braços, espreme a boca e fica fazendo sinal de positivo com a cabeça enquanto sorri(risos).
"Às vezes eu ficava com inveja do problema da pessoa, sabe?" - Disse ele mais sério- "Quem dera se eu tivesse esse problema". - Finalizou dando a entender que ouvira problemas de pessoas que buscavam uma solução quando ele próprio vivia problemas muito maiores.

Throughout his career of more than twenty-five years, Si Fu has dealt with many situations in which from younger Kung Fu brothers to his own disciples. They brought personal and private themes to him, in search of his strategic and assertive vision on the subject. So many years later, Si Fu said to me: "... Sometimes I heard the person's problem, and my life was upside down ... And I was there, right in front of the person hearing his problem, and he or she without knowing anything ... "- Si Fu told this with a mischievous smile and with his arms crossed, as if simulating his listening in these opportunities. On those occasions Si Fu narrows his eyes, cross his arms, squeezes his mouth and keeps nodding while smiling (laughs).
"Sometimes I was jealous of the person's problem, you know?" - He said more seriously- "I wish I had this problem". - He ended by implying that he had heard problems from people who were looking for a solution when he himself was experiencing much bigger problems.
A relação "Si Fu-To Dai" não é linear, ela é cíclica. Por isso, que de formas diferentes, a importância de se trabalhar o conceito de "Sau"(守) [Aceitar], é fundamental ao longo dos anos. Pois em mais de vinte anos de relação, nem sempre me entendi com Si Fu, e às vezes usar esse conceito que a partir de 2016 Si Fu passou a chamar de "Aderir" (Sau 守), foi muito difícil. - "Um discípulo se afastar e de alguma forma não colocar na conta do Si Fu ou sair magoado falando coisas, muitas vezes injustas, não é novidade. Isso é o que mais acontece..." - Teria dito ele à mim em certa ocasião.

The "Si Fu-To Dai" relationship is not linear, it is cyclical. That is why, in different ways, the importance of working on the concept of "Sau" (守) [To accept], has been fundamental over the years. Because in more than twenty years of relationship, I did not always get along with Si Fu, and sometimes using this concept that since 2016 Si Fu started to call "To adhere" (Sau 守), it was very difficult. - "A disciple going away and somehow not putting it on the Si Fu account or leaving hurt saying things, often unfair, is nothing new. That's what always happens ..." - He would have said to me on one occasion .
(Si Fu caminha pela Vila Gu Lo, onde nasceu e morreu Leung Jaan, Si Gung de Ip Man)
(Si Fu walks through Gu Lo Village, where Leung Jaan was born and died, Si Gung of Ip Man)

Então recentemente pude conversar on line com Si Fu e tinham vários tópicos a serem abordados. Ele pediu que eu começasse falando até que me interrompeu. Ele apontou a maneira padrão pela qual monto meu raciocínio, e falou da importância de "se deixar atravessar pelo pensamento dele". - "...Não é que você vai deixar seu pensamento de lado para assumir minha forma de pensar. Você vai sobrepor nossos pensamentos. E assim, você ganha um jeito a mais de pensar..."
Si Fu então para ilustrar o que dizia, contou-me uma história que me marcaria: "...Uma vez quando eu era adolescente, eu era apaixonado por uma menina. Eu disse pra ela que estava feliz porque gostava dela, mas ela disse que não gostava de mim..." - Si Fu riu e prosseguiu com seu relato- "Eu falei assim: Poxa, que pena. Eu gosto de você e estou feliz, você não gosta de mim e está do mesmo jeito que antes."
Através dessa história simples, Si Fu me mostrou a importância de "se deixar atravessar pelo pensamento do outro", pode nos trazer benefícios em nosso dia a dia. - "...Pelo fato de gostar dela, eu me arrumava, passava perfume...Então foi bom pra mim. Mesmo que ela não gostasse de mim. Mas ela, ficou igual..."

So recently I was able to chat online with Si Fu and there were several topics to be covered. He asked me to start talking until he interrupted me. He pointed out the standard way in which I build my thinking, and spoke of the importance of "letting his way of thinking cross trough mine". - "... It is not that you are going to let go of your way of thinking to assume my way of thinking. You are going to overlap our thoughts. And so, you get one more way of thinking ..."

Si Fu then to illustrate what he was saying, he told me a story that would mark me: "... Once when I was a teenager, I was in love with a girl. I told her I was happy because I liked her, but she said she didn't like me ... "- Si Fu laughed and went on with his story-" I said: Wow, that's too bad. I like you and I'm happy, you don't like me and you are in the same way as before. "
Through this simple story, Si Fu showed me the importance of "letting yourself be crossed by the way of thinking  of the other", it can bring us benefits in our daily lives. - "... Because I liked her, I dressed up better, put some perfum, etc ... So it was good for me. Even if she didn't like me. But she stayed the same ..."
Então, podemos dizer que para viver nosso dia a dia de forma mais estratégica e menos passional, podemos usar nosso "segundo cérebro": O cérebro de nosso Si Fu que nos acompanha onde quer que estejamos. Desta maneira, com um olhar externo à nós mesmos e pensando sobre nosso próprio pensamento, nos tornamos mais inteligentes. E além disso, podemos identificar padrões e pontos a melhorar em nós mesmos. Essa deveria ser uma das vantagens de alguém do Clã Ving Tsun... Mas tudo começa com a habilidade constante de "aderir"(Sau 守).

So, we can say that to live our daily lives in a more strategic and less passionate way, we can use our "second brain": The brain of our Si Fu that accompanies us wherever we are. In this way, by looking outside ourselves and thinking about our own thinking, we become more intelligent. In addition, we can identify patterns and points to improve in ourselves. This should be one of the advantages of someone from the Ving Tsun Clan ... But it all starts with the constant ability to "join" (Sau 守).




The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com

quinta-feira, 26 de março de 2020

CHUNG CHI (衝刺) : THE VING TSUN WAY TO KEEP MOVIN' FOWARD

("Jiu Paai" feito or William Franco, escrito: "Moy Jo Lei Ou Mun")
("Jiu Paai" made by William Franco, written: "Moy Jo Lei Ou Mun")

Uma vez acompanhava sem nada dizer, o comunicado de um querido irmão Kung Fu, que queria se afastar não só das práticas mas das atividades ligadas à Família Kung Fu. Ele apresentou uma série de motivos para Si Fu(sentado à sua frente), que de tão encaixados, pareciam fazer completo sentido. Si Fu ouviu pacientemente, e quando chegou sua vez de falar, Si Fu lhe colocou diferentes proposições para cada um dos problemas ("Proposições" não "Soluções"). Ainda assim, meu irmão Kung Fu mostrou-se irredutível. Se despediu, e saiu pela porta do Mo Gun. Si Fu teria dito: "...Ele volta...."- Si Fu sorriu ainda me olhando e complementou: "...Mas para e pensa: Se 'ele volta', realmente é preciso ir? É preciso viver esse momento ruim de ter que ir embora?" - Si Fu sorriu novamente e prosseguiu: "Nesse exato momento ele está pensando em sua decisão pegando o elevador. No fundo ele sabe que não precisa ir, mas ele assumiu uma posição e não abriu mão dela. Agora ele está preso a isso..."-  e rapidamente mudou de assunto.

Once I was watching, without saying anything, the statement of a dear brother Kung Fu, who wanted to go away not only from the practices but from the activities related to the Kung Fu Family. He presented a series of reasons to Si Fu (seated in front of him), which seemed so perfectly wrong, that seemed to make complete sense. Si Fu listened patiently, and when it was his turn to speak, Si Fu gave different propositions for each of his problems ("Propositions" not "Solutions"). Still, my Kung Fu brother was adamant. He said goodbye, and went out the door of Mo Gun. Si Fu would have said: "... He will come back ...." - Si Fu smiled still looking at me and added: "... But think about that: If 'he will comes back', is it really necessary to go away? Is necessary to have this bad time of having to leave? " - Si Fu smiled again and continued: "Right now he is thinking about his decision taking the elevator. Deep down he knows he doesn't have to go, but he took a position and didn't give up on it. Now he is stuck with that .. . "- and quickly changed the subject.
(Si Gung & Si Fu)

Chamamos CHUNG CHI (衝刺), a "Intenção de avançar".  Quando comecei, diziam "Energia pra frente", mas com os anos, Si Fu dedicou-se com afinco à se aprofundar mais aos temas tratados e a como se referir à uma determinada coisa com assertividade.
Segundo ele, em uma de suas visitas ao Núcleo Méier, falou sobre o conceito conhecido no ocidente como "FENG SHUI" (Fung Seoi , 風水), o qual "Fung"(風) seria o "vento" e "Seoi"(水) "água". Si Fu então perguntou aos presentes: "O que acontece com a água se ela parar?" - Ele complementou: "Ela apodrece, né? E com o vento? ..." - Ele fez uma pausa e alguém respondeu. Si Fu disse: "Isso! Se o vento pára, ele deixar de ser vento". 
Si Fu então explicou sobre o "FENG SHUI" (Fung Seoi , 風水), ter a ver com "Movimento". - "...A água nunca volta para trás. Se ela encontra um obstáculo, ela cria uma nova frente..."

We call CHUNG CHI (衝刺), the "Intent to move forward". When I started, they said "Energy forwards", but over the years, Si Fu dedicated himself to digging deeper into the topics covered and how to refer to a certain thing with assertiveness.
According to him, in one of his visits to MYVT Meier School, he spoke about the concept known in the West as "FENG SHUI" (Fung Seoi, 風水), which "Fung" (風) would be the "wind" and "Seoi" (水 ) "Water". Si Fu then asked those present: "What happens to the water if it stops?" - He added: "It rots, right? And with the wind? ..." - He paused and someone answered. Si Fu said: "Yes! If the wind stops, it will stop being wind".

Si Fu then explained about "FENG SHUI" (Fung Seoi, 風水), having to do with "Movement". - "... The water never comes back. If it encounters an obstacle, it creates a new way ..."
(Si Fu na área de gestão, do segundo endereço na Zona Oeste do Rio, no início dos anos 2000)
(Si Fu in the management area, from the second address in the West Zone of Rio, in the early 2000s)

Ao longo dos anos de sua carreira, pude acompanhar diferentes momentos de Si Fu, usando recursos onde parecia apenas haver escassez para seguir em frente. A mesma intenção de avançar, tão presente na prática de Chi Sau, era possível de ser vista em cada uma das etapas de sua carreira. Talvez por isso, em 2012, quando o Núcleo Méier estava com pouquíssimos praticantes, ele me disse quando liguei preocupado: "...Se você se excita quando tem muitos alunos, ou se desespera quando tem poucos. Você não está preparado para dirigir um Núcleo..."

Throughout the years of his career, I was able to follow different moments of Si Fu, using resources where there seemed to be only a shortage to move on. The same intention to advance, so present in the practice of Chi Sau, was possible to be seen in each of the stages of his career. Maybe that's why, in 2012, when MYVT Meier School, was with very few practitioners, he told me when I called him worried: "... If you get excited when you have many students, or despair when you have few. You are not prepared to direct a School..."
(Si Fu posa, com um dos outdoors dispostos na Zona Oeste, em uma de nossas campanhas de mktg)
(Si Fu poses, with one of the billboards displayed in the West Zone, in one of our mktg campaigns)

No momento incerto que estamos a atravessar economicamente, torna-se imprescindível esse conceito de CHUNG CHI (衝刺), de seguir avançando. E talvez para meu Si Fu tão acostumado a avançar independente do obstáculo, tenha se perguntado naquele momento, a razão do meu irmão Kung Fu estar abrindo mão(ainda que momentaneamente) da relação. 

In the uncertain moment that we are going through economically, this concept of CHUNG CHI (衝刺), of moving forward, becomes essential. And perhaps for my Si Fu so used to moving regardless of the obstacle, he wondered at that moment, why my Kung Fu brother was giving up (even if momentarily) the relationship.
(Si Fu entre Si Hing Leonardo e eu: Os dois primeiros discípulos de Si Fu a se tornarem Mestres)

(Si Fu between Si Hing Leonardo and me: Si Fu's first two disciples to become Masters)

Às vezes pode ser que fique mais difícil de se viver, mas nem por isso o mundo pára. E só quem tem CHUNG CHI (衝刺), segue avançando...Como a água.

Sometimes it may be more difficult to live, but the world does not stop. And only those who have CHUNG CHI (衝刺), can keep moving foward...Like water.



THE DISCIPLE OF MASTER JULIO CAMACHO
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com
@thiago_moy (instagram)

quarta-feira, 25 de março de 2020

WHAT SIU NIM TAU(小念頭) TEACHES US IN TIMES OF CRISIS.

Si Fu certa vez me chamou à atenção, para quando me deparar com alguém que diz: "Eu gosto de lutar". -  "Provavelmente essa pessoa nunca lutou ou não sabe do que está falando" - Teria dito Si Fu. Ele também falou sobre a diferença grande entre uma luta de vida ou morte, e você assistir à um evento esportivo na TV: "...Quando você está sentado no seu sofá vendo luta no TV, quando você cansa, você apenas o desliga com o controle remoto..."
A crise que a luta traz junto dela parece sempre algo tão distante, que nunca de fato, nos imaginamos vivendo esse momento. Por isso, durante esse momento que o mundo atravessa, muitas pessoas estão se despedaçando emocionalmente. Porém, sabemos que entre o risco de ser contaminado e da economia de um país quebrar completamente, estamos apenas adentrando esse terreno inexplorado e nunca pensado por nossa geração. Assim, muitos tornam-se obcecados com a próxima notícia, com o aumento da contagem de vítimas ou com a inevitável crise econômica sem precedentes...

Si Fu once called my attention, when I come across someone who says: "I like to fight". - "Probably that person never fought or doesn't know what he is talking about" - Si Fu would have said. He also talked about the big difference between a life and death struggle, and you watching a fighting sporting event on TV: "... When you're sitting on your couch watching a fight on TV, when you get tired, you just turn it off with the remote control ... "
The crisis that a fight brings within always seems to be something so distant, that we never really imagine ourselves living in that moment. That is why, during this moment that the world is going through, many people are falling apart emotionally. However, we know that between the risk of being contaminated and a country's economy breaking down completely, we are just entering this unexplored and never thought  terrain. Thus, many become obsessed with the next news, with the increase in the count of victims, or with the inevitable unprecedented economic crisis 
Foi exatamente em Março de 2011, apenas um mês após abrir o primeiro Núcleo da Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence no Méier(foto), que Si Fu ao fazer uma visita com Si Suk Homero, apresentou uma tradução diferente sobre "Siu Nim Tau"(小念頭), que para mim chegou como uma grande novidade: "Pouco desejo". Onde "Nim"(小) seria "pouco(a)" e "Nim Tau"(念頭) algo como "Desejo", "Vontade" ou "Ambição".
Si Fu falou que quando estamos com "muito desejo" "Dai Nim Tau"(大念頭), tendemos a colocar camadas extras sobre o nosso "coração/consciência", o que em cantonês translitera-se como Sam(心). Esse processo de se colocar camadas extras sobre o coração, chamamos de "Ip Sam"(葉心) que seria algo como: "Encobrircoração/consciência com folhas".

It was exactly in March 2011, just a month after opening the first Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence School in Méier neighborhood(photo), that Si Fu when visiting with Si Suk Homero, presented a different translation about "Siu Nim Tau" (小 念頭), which came to me as a great news: "Little desire". Where "Nim" (小) would be "little " and "Nim Tau" (念頭) something like "Desire", or "Ambition".


Si Fu said that when we have much "desire " or Dai Nim Tau" (大 念頭), we tend to put extra layers on our "heart / conscience", which in Cantonese transliterates as Sam (心). This process of putting extra layers on the heart, we call "Ip Sam" (葉 心) which would be something like: "Cover the heart / consciousness with leaves".


No filme "Warriors Two" de 1978, que conta a história de como Fung Wah, convenceu Leung Jaan a aceitar Chan Wa Shun(futuro Si Fu de Ip Man) como membro de sua Família Kung Fu. Existe um pequeno diálogo, no qual Chan Wa Shun (Casanova Wong), traduz SIU NIM TAU(小念頭) como "Pequena ideia do início" (Como é mais comum ser traduzido). O personagem interpretado por Sammo Hung, Fung Wah, dá a seguinte resposta: "Si Fu diz que você não terá sucesso no aprendizado do Ving Tsun se você tiver muitas ideias e for muito ambicioso. Então por isso é chamado de 'pequenas ideias' ". - Completa Fung Wah (Sammo Hung).

In the 1978 film "Warriors Two", which tells the story of how Fung Wah, convinced Leung Jaan to accept Chan Wa Shun (future Si Fu of Ip Man) as a member of his Kung Fu Family. There is a small dialogue, in which Chan Wa Shun (Casanova Wong), translates SIU NIM TAU (小 念頭) as "Small ideas" (As it is more common to be translated). The character played by Sammo Hung, Fung Wah, gives the following answer: "Si Fu says that you will not succeed in learning Ving Tsun if you have a lot of ideas and are very ambitious. So that's why it's called 'small ideas'" . - Complete Fung Wah (Sammo Hung).
Dizem que Ving Tsun é para adultos. E aos quinze anos, sofri muito para conseguir me adaptar à prática do SIU NIM TAU(小念頭). O que de fato, não consegui naquele momento. O meu excesso de vontade de chegar rapidamente ao Domínio Mui Fa Jong, mas principalmente de aprender a lutar. Me impedia de apreciar o momento. Por isso que o Componente Associado "Lap Sau"(FOTO), foi tão difícil para mim.
Não conseguia compreender por estar com o "coração/consciência coberto com folhas"[Ip Sam"(葉心)], o que era mais importante à cada momento. Uma certa habilidade de elencar o que de fato importa, o movimento que importa, num processo dinâmico como o o do "Lap Sau". Isso é interessante, pois o Nim(念) de "Siu Nim Tau"(小念頭), também me foi dito quando comecei, que significava "atualizar o pensamento".

Ving Tsun is said to be for adults. And at fifteen years old, I suffered a lot to adapt to the practice of SIU NIM TAU (小 念頭). Which, in fact, I didn't get at that moment. My excess of desire to get to the Mui Fa Jong Domain quickly, but mainly to learn how to fight. It prevented me from enjoying the moment. That is why the Associated Component "Lap Sau" (PHOTO) was so difficult for me.
I couldn't understand because I had the "heart / conscience covered with leaves" [Ip Sam "(葉 心)], which was more important at each moment, a certain ability to rank what really matters, the movement that matters, in a dynamic process like that of "Lap Sau". This is interesting, because the Nim (念) of "Siu Nim Tau" (小 念頭), was also said to me when I started, which meant "to update thoughts".
Portanto, num momento como esse em que a luta está apenas começando ao redor de todo o planeta. Torna-se fundamental, aceitar essa realidade e diminuir o "desejo" de que tudo "volte ao normal". Já que o excesso de desejo poderá nos fazer buscar informações que não precisamos, não sabermos como elencar o que de fato é importante focar a cada momento, ou fantasiar com momentos futuros, sem estar atento ao momento presente e suas micro-transformações.
Aprender a lidar com a impermanência das coisas, e elencar uma prioridade por vez, parece uma boa lição do SIU NIM TAU(小念頭) para os tempos que estamos vivendo e para os vindouros também.

So, at a time like this when the fight is just beginning around the whole planet. It is essential to accept this reality and reduce the "desire" for everything to "return to normal". Since the excess of desire can make us search for information that we don't need, we don't know how to list what is in fact important to focus on each moment, or fantasize about future moments, without being aware of the present moment and its micro-transformations.
Learning how to deal with the impermanence of things, and listing one priority at a time, seems like a good lesson from SIU NIM TAU (小 念頭) for the times we are living in and for the ones to come as well.



THE DISCIPLE OF MASTER JULIO CAMACHO
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@Gmail.com


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

LOVE IN CHINESE CULTURE PART 6: HONESTY AND LOVE IN BRUSSELS.


Às vezes quando fecho os olhos e lembro de quando estivemos na Europa, tudo parece um sonho. E nesse sonho real, um dos lugares em que estivemos foi Bruxelas, na Bélgica.
Desembarcamos no aeroporto de Bruxelas, e sem maiores problemas nos dirigimos ao estacionamento onde chamei um Uber. O dia já estava quase no fim e fazia frio. De repente, um homem de origem árabe chegou com um carro preto muito bonito. Ele era sério e estava bem vestido. Nos ajudou a colocar as malas no carro, e sem falar mais nada, começou a dirigir.
No som do carro, tocavam músicas em árabe e o locutor também falava em Árabe. E uma música em especial tocava sem parar, a qual infelizmente nunca descobri o nome. E mesmo, mais tarde já no Brasil, baixei o aplicativo daquela estação chamada "ARABEL", mas a tal música nunca mais tocou...

Sometimes when I close my eyes and remember when we were in Europe, everything feels like a dream. And in that real dream, one of the places we were in was Brussels, Belgium.
We got off at Brussels airport, and without any problems we headed to the parking lot where I called an Uber. The day was almost over and it was cold. Suddenly, a man of Arab origin arrived with a beautiful black car. He was serious and well dressed. He helped us to put our bags in the car, and without saying anything else, he started driving.
In the car stereo, songs played in Arabic and the speaker also spoke in Arabic. And one song in particular played over and over, which unfortunately I never found the name. And even, later in Brazil, I downloaded the app of that radio station called "ARABEL", but that song never played again ...
(Na Praça Saint Catherine em Bruxelas com Si Fu e Claudio Teixeira)
(At Saint Catherine Place in Brussels with Si Fu and Claudio Teixeira).

Eu havia estudado Bruxelas e andava com um livreto cheio de anotações sobre lugares interessantes para visitar. Acontece que Si Fu simplesmente falava: "Vem cá! Vamo' por ali ó!"
Após chegarmos ao razoável hotel Ibis City Centre na rua Joseph Plateau nº 2, tivemos cerca de uma hora para nos recompormos da viagem desde a Polônia, e nos encontramos no saguão do hotel. Estava frio suficiente do lado de fora para finalmente usar minha querida touca da Adidas comprada em Lisboa, mesmo sob protestos de Si Fu, que não achou ela tão bonita como eu achei.
Andamos um pouco para decidirmos onde poderíamos jantar, e escrevendo agora, bate uma saudade daqueles momentos...

I had studied Brussels and had a booklet full of notes about interesting places to visit. It turns out that Si Fu simply used to say: "Come here! Let's go over there!"
After arriving at the reasonable Ibis City Centre hotel on Joseph Plateau Street  , we had about an hour to recover from the trip from Poland, and found ourselves in the hotel lobby. It was cold enough outside to finally wear my beloved Adidas cap bought in Lisbon, even under protests from Si Fu, who didn't think it was as cool as I think.
We walked a little to decide where we could have dinner, and writing now, I miss those moments ...
Achamos uma churrascaria(FOTO) brasileira (risos) no meio da Praça Saint Catherine. E resolvemos entrar. Nem todo mundo falava inglês, e isso incluia o garçom que nos atendeu. Ele estava muito atrapalhado. Fomos salvos por um garçom português que ficou nosso amigo e nos servia a carne do rodízio primeiro(risos). Foi então que perguntei à Si Fu, se havia problema pedir uma cerveja... Porém, mal eu sabia que receberia uma grande lição sobre amor e honestidade....

We found a Brazilian steakhouse (PHOTO) (laughs) in the middle of Saint Catherine Square. And we decided to enter. Not everyone spoke English, and that included the waiter who served us. He was very upset. We were saved by a Portuguese waiter who became our friend and served us the meat of the "rodizio" service ,first (laughs). It was then that I asked Si Fu if it was okay to order a beer ... However, little did I know I would receive a great lesson on love and honesty ....
Fiz um registro de Si Fu(FOTO) com o específico copo para a cerveja que tomaríamos (Não poderia ser diferente logo na Bélgica!), e Si Fu pediu me pediu o celular, para ele fazer um registro meu também...

I made a record of Si Fu (PHOTO) with the specific glass for the beer that we would have (It couldn't be different soon in Belgium!), And Si Fu asked me for my cell phone, so he could make a photo of mine too ...
Quando fiz essa pose, Si Fu tirou os olhos da câmera e olhando além da tela do telefone, me mirou com eles e perguntou: "É sério, Pereira?" . Meu irmão Kung Fu, Claudio Teixeira começou a rir. E comentou brincando: "Acho que ele vai colocar no Tinder, Si Fu".  E todos riram... (Risos).

When I did this pose, Si Fu took his eyes off the camera and looking beyond the phone screen, looked at me with them and asked: "Are you serious, Pereira?" . My Kung Fu Brother, Claudio Teixeira started to laugh. And he jokingly commented: "I think he will put it on Tinder, Si Fu". And everyone laughed ... (Laughter).
Depois que os risos cessaram, Si Fu me pediu para explicar como eu fazia para conquistar uma pessoa. Eu achei que ele estivesse brincando, mas não era o caso.
Si Fu me conhece desde os quinze anos de idade, e talvez por isso, parece sempre saber onde vou chegar com minha linha de raciocínio. Assim, ele amarra ao final, uma lição que costumo carregar comigo depois.
Em poucas linhas, expliquei a ele uma coisa ou outra, uma frase ou outra... Claudio riu e Si Fu também. Porém, Si Fu disse: "Por que você não tenta ser honesto nessas horas, Pereira?Sem camdas a mais?"

After the laughter stopped, Si Fu asked me to explain how I behave myself in a date. I thought he was kidding, but that was not the case.
Si Fu has known me since I was fifteen years old, and maybe that's why he always seems to know where I'm going with my line of reasoning. Thus, he ties up at the end, a lesson that I usually carry with me later.
In a few lines, I explained one thing or the other, a sentence or two ... Claudio laughed and Si Fu laughed. However, Si Fu said: "Why don't you try to be honest at these times, Pereira? Without any extra layers?"



Dentro de minhas vivências,descobri que existem diversas formas de se falar a palavra "Herói" em chinês, sendo algumas delas bem específicas para o tipo de herói do qual se quer falar. Uma delas, se tornou mundialmente conhecida, pois é o título do filme "Herói" de 2002 (FOTO acima).
No título desse filme, "Herói" se escreve com os ideogramas: 英雄 , transliterando-se em cantonês como "Jing Hung".
Porém, foi em 2010 enquanto passava a noite separando materiais com Si Gung e Si Suk Navarro na antiga "Casa dos Discípulos", que Si Gung me mostrou a capa de uma revista famosíssima chamada "San Mo Hap" que significa algo como "Os novos heróis marciais". Porém, prefiro chamá-la de "Os novos Mou Hap".

Within my experiences, I discovered that there are several ways to speak the word "Hero" in Chinese, some of which are very specific to the type of hero you want to talk about. One of them became known worldwide, as it is the title of the 2002 film "Hero" (PHOTO above).
In the title of this film, "Hero" is written with the ideograms: 英雄, transliterating into Cantonese as "Jing Hung".
However, it was in 2010 while spending the night separating materials with Si Gung and Si Suk Navarro in the old "House of Disciples", that Si Gung showed me the cover of a very famous magazine called "San Mo Hap" which means something like "The new martial heroes". However, I prefer to call it "The new Mou Hap".
(O ator sino-japonês Takeshi Kaneshiro, interpreta um "Mo Hap" (武俠), 
no filme "O Clã das Adagas Voadoras" de 2004)

(Sino-Japanese actor Takeshi Kaneshiro, plays a "Mo Hap" (武俠),
 in the 2004 movie "House of the Flying Daggers")


"Mo Hap" (武俠), é um termo diferente de  "Jing Hung"(英雄) usado por Zhang Yi Mou como título original de sua obra prima "Herói"(2002), conforme citado acima.  Isso acontece, porque "Mo Hap" (武俠) é um "Herói" que vive num mundo imanente chamado "Gong Wu"(江湖), presente nos romances chineses que tratam das artes marciais. E graças ao filme "O Tigre e o Dragão"(Crouching Tiger Hidden Dragon,2000) que foi todo falado em mandarim. A pronúncia em mandarim deste termo ficou mais conhecida no ocidente : "Jiang Hu", que significa "Rios e Lagos".
Assim, se os artistas marcias vivem numa sociedade imanente chamada "Mo Lam"(武林), os artistas marciais dos romances chineses vivem no equivalente chamado "Gong Wu"(江湖) ou "Jiang Hu"(em mandarim).

"Mo Hap" (武俠), is a different term from "Jing Hung" (英雄) used by Zhang Yi Mou as the original title of his masterpiece "Hero" (2002), as mentioned above. This is because "Mo Hap" (武俠) is a "Hero" who lives in an immanent world called "Gong Wu" (江湖), present in Chinese novels dealing with martial arts. And thanks to the movie "Crouching Tiger Hidden Dragon"(2000) which was all spoken in Mandarin. The Mandarin pronunciation of this term became better known in the West: "Jiang Hu", which means "Rivers and Lakes".
Thus, if Martian artists live in an immanent society called "Mo Lam" (武林), martial artists in Chinese novels live in the equivalent called "Gong Wu" (江湖) or "Jiang Hu" (in Mandarin).



De volta ao jantar com Si Fu e Claudio na churrascaria em Bruxelas. Senti como se aquela noite leve e o jantar divertido, mudassem de repente de tom. Talvez tenha feito uma expressão de quem não compreendeu a dimensão do que Si Fu dizia, quando  me indagou porque eu não era "honesto sobre quem de fato eu era" nas relações com mulheres. Porém,  para me ajudar ele continuou: "Lembra da entrevista do Bruce Lee, em que ele diz que o último nível de um artista marcial é ser honesto?" - Fiz que sim com a cabeça. - "Então... O problema de se relacionar com camadas escondidas Pereira, é que podem acontecer duas coisas: Ou você acha que se você for você mesmo e não a personagem que você criou, a pessoa não vai gostar tanto de você. Ou, você vai cansar de viver essa personagem...Porque uma hora cansa..." - Si Fu encerrou depois de uma pequena pausa, com uma piada sobre ser honesto... Todos riram. Então era como se ele fosse um maestro, mudando mais uma vez o tom da conversa e tornando ela leve novamente. Porém, aquelas palavras me fizeram refletir. Afinal, muitos de nossos comportamentos, simplesmente não percebemos. E o provimento de "Vida Kung Fu", tem esse potencial de tomada de consciência.

Back to dinner with Si Fu and Claudio at the steakhouse in Brussels. I felt like that light night and the fun dinner suddenly changed its tone. Perhaps I made an expression of someone who did not understand the dimension of what Si Fu said, when he asked me why I was not "honest about who I really am" in relationships with women. However, to help me, he then continued:: "Do you remember Bruce Lee's interview, where he says that the last level of a martial artist is to be honest?" - I said "yes" with my head. - "So ... The problem  when you hide layers in a relationship, Pereira. Is that two things can happen: Or do you think that if you are yourself and not the character you created, the person will not like you so much. Or , you will get tired of living this character ... Because one hour you will get tired ... "- Si Fu ended after a short pause, with a joke about being honest ... Everyone laughed. So it was like he was a Maestro, changing the tone of the conversation making it light again. However, those words made me reflect. After all, many of our behaviors, we just don't notice. And the provision of "Kung Fu Life", has this potential for awareness.
O filme "O Clã das Adagas Voadoras"(House of the Flying Daggers,2004), é a continuação de "Herói"(2002). E este filme, até mais do que o anterior, deixa bem claro que toda a história se passa em "Rios e Lagos"["Gong Wu"(江湖) ou "Jiang Hu"(em mandarim)].
Em um dos episódios de seu programa no canal "Kung Fu Life"(FOTO acima), meu Si Gung Leo Imamura, indaga o espectador, sobre como seria possível que dois dos personagens principais, se apaixonassem em apenas três dias. E sobre isso, ele diz que a resposta pode ser entendida através da expressão "Experiência Significativa". Si Gung diz que esta experiência mobilizadora, diz respeito a um momento em que rompemos com nossas crenças individualistas, através de um desnível do que se experimenta e do que se crê. Ele complementa, dizendo que nessa "Experiência Significativa", nossa conduta individualista é rompida por uma percepção transindividual, onde o sentimento de humanidade, é aflorado, a partir do reconhecimento da existência do outro.

The 2004 movie "House of the Flying Daggers".Is the sequence of "Hero" (2002). And this film, even more than the previous one, makes it very clear that the whole story takes place in "Rivers and Lakes" ["Gong Wu" (江湖) or "Jiang Hu" (in Mandarin)].
In one of the episodes of his program on the channel "Kung Fu Life" (PHOTO above), my Si Gung Leo Imamura, asks the viewer, about how it would be possible for two of the main characters to fall in love in just three days. And about that, he says the answer can be understood through the expression "Significant Experience". Si Gung says that this mobilizing experience concerns a moment when we break with our individualistic beliefs, through a gap in what is experienced and what is believed. He complements, saying that in this "Significant Experience", our individualistic conduct is broken through a transindividual perception, where the feeling of humanity is touched on, based on the recognition of the existence of the other.



(Com o "Manekken Pis"ao fundo.)
(With Si Fu, Claudio and the "Manekken Pis" in the background)

Isso casa bem com o que Si Fu disse a mim enquanto caminhávamos juntos certa vez em direção ao antigo Restaurante Deli Delícia, para almoçarmos na Barra da Tijuca. Segundo ele, o trabalho de um Si Fu no que diz respeito ao desenvolvimento humano de um To Dai. Não tem a ver com colocar mais coisas, mas de ajudar o To Dai a retirar camadas, que o impedem de se expressar como ser humano. E naquele momento, naquela mesa de restaurante em Bruxelas, foi exatamente o que aconteceu. Passei a entender de repente, como usava técnicas que me impediam de me expressar como eu de fato sou. 

This matches well with what Si Fu said to me as we walked together once towards the old Deli Delícia Restaurant, to have lunch in Barra da Tijuca. According to him, the work of a Si Fu with regard to the human development of a To Dai. It is not about adding more things, but about helping To Dai remove layers, which prevent him from expressing himself as a human being. And at that moment, at that restaurant table in Brussels, that's exactly what happened. I suddenly understood how I used techniques that prevented me from expressing myself as I really am.
(Trabalho artístico ilustrando a personagem de Zhang Zhi Yi 
no filme "O Clã das Adagas Voadoras")

(Artwork illustrating the character of Zhang Zhi Yi
in the film "The House of the Flying Daggers")


Si Gung então finaliza seu raciocínio sobre o filme de Zhang Yi Mou, dizendo que ao tomarmos consciência do outro, o tempo se dissolve. E com isso, as noções temporais se tornam relativas. 
E é o que se vê no filme, no qual bastaram-se apenas três dias, em que dois humanos se apaixonassem, em função das experiências significativas que vivenciaram nesse período. 

Si Gung then finishes his lecture about the Zhang Yi Mou film, saying that when we become aware of the other, time dissolves. And with that, temporal notions become relative.
And that's what you see in the film, in which it took just three days, in which two humans fell in love, due to the significant experiences they had during that period.
(No centro da movimentada área de Grand-Place de Bruxelas está localizada a praça com o mesmo nome, à vista das torres a qual Si Fu observa, em estilo gótico da prefeitura e cercada pelas sedes exuberantes das corporações de ofício com cafeterias e o museu do chocolate Choco-Story)

(In the center of the bustling Grand-Place area of Brussels is the square with the same name, in view of the towers that Si Fu observes, in the Gothic style of the city hall and surrounded by the exuberant headquarters of the craft corporations with cafeterias and the museum Choco-Story)


Si Fu já me disse mais de uma vez por razões diferentes, mas que aqui, me atenho ao contexto do artigo: "Pereira, você é um dos caras mais inteligentes, e mais burros que conheço também". 

Si Fu has already told me more than once for different reasons, but here, I stick to the context of the article: "Pereira, you are one of the smartest, and also ,dumbest persons I know".

Curiosamente, em uma cena de outro clássico sobre "Mo Hap" (武俠) de 2000 chamado "O Tigre e o Dragão"(Crouching Tiger Hidden Dragon) do genial Ang Lee. O personagem Sir Te diz algo parecido a Shu Lien. Ele tenta alertá-la sobre não ela não estar sendo capaz de enxergar os sentimentos de Li Mu Bai, mas a convicção dela, atrapalha seu discernimento. Sobre isso, Sir Te diz: "...Quando diz respeito à sentimentos, mesmo os 'Mo Hap' (武俠) podem ser idiotas..."
Talvez, a personagem Shu Lien, faltasse a experiência significativa que causaria o desnível, sugerido por Si Gung em seu canal, entre o que se experimenta e o que se crê. 

Interestingly, in a scene from another 2000 classic about "Mo Hap" (武俠) called "Crouching Tiger Hidden Dragon", by the brilliant Ang Lee. The character Sir Te says something similar to Shu Lien. He tries to warn her about not being able to see Li Mu Bai's feelings, but her conviction hinders his judgment. About this, Sir Te says: "... When it comes to feelings, even 'Mo Hap' (武俠) can be idiots ..."
Perhaps, the character of Shu Lien, lacked the significant experience that would cause the gap, suggested by Si Gung in his channel, between what is experienced and what is believed.
(Com Si Fu e Claudio nas "Galeries Royales Saint-Hubert" próximo a Grand-Place de Bruxelas)

(With Si Fu and Claudio at "Galeries Royales Saint-Hubert" near Grand Place in Brussels)

E claro, que o mesmo já me fez e por vezes ainda faz muita falta. Mas por sorte, eu tenho um Si Fu.

Of course, the same thing has already done to me and is sometimes still sorely missed. But luckily, I have a Si Fu.



The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@Gmail.com



sábado, 15 de fevereiro de 2020

KF FAMILY VISITS KUNG FU SISTER´S NEW OFFICE GRAND OPENNING


Carmen Maris "Moy Kat Ming", é discípula do Mestre Senior Julio Camacho, assim como eu. Isso faz dela minha irmã Kung Fu. E com muito carinho, ela convidou os membros da Família Kung Fu à comparecerem na linda nova sede de seu empreendimento na Barra da Tijuca.
Na foto acima, vemos Carmen sorrindo em função de alguma coisa que nosso irmão Kung Fu Fabiano Silva havia dito, e mais ao centro, temos Rodrigo Moreira. Sem dúvidas, uma foto bem divertida, que ilustra bem o clima deste evento num fim de tarde de Sexta.

Carmen Maris "Moy Kat Ming", is a disciple of Senior Master Julio Camacho, just like me. That makes her my Kung Fu sister. And with great affection, she invited the members of the Kung Fu Family to come to the beautiful new headquarters of her enterprise in Barra da Tijuca(West zone of the city).
In the picture above, we see Carmen smiling due to something that our Kung Fu brother Fabiano Silva had said, and more in the center, we have Rodrigo Moreira. Undoubtedly, a fun photo, which illustrates the mood of this event on a Friday afternoon.
(A filha mais velha de Si Fu, Jade Camacho e sua companheira de longa data Bia, também se fizeram presentes. Além delas, vemos Rodrigo Moreira, Carmen e Guilherme de Farias numa divertida "selfie")

(Si Fu's oldest daughter, Jade Camacho and her longtime girlfriend Bia. Were also present. Besides them, we see Rodrigo Moreira, Carmen and Guilherme de Farias in a fun "selfie")

Certa vez Si Fu me falou sobre as três maneiras de um membro da Família Kung Fu se tornar uma liderança: Uma delas seria porque o Si Fu assim desejou. Curiosamente, temos hoje um cenário no qual André Guerra e Guilherme de Farias são os Diretores do Núcleo Barra, e meu Si Hing Leonardo Reis é o responsável técnico. Principalmente no que diz respeito ao meu Si Hing, Si Fu foi bem enfático na última Cerimônia Tradicional sobre sua indicação.
Outra forma de se tornar uma liderança, é quando naturalmente a coisa vai se configurando. Ninguém te escolhe, simplesmente uma soma de eventos se sucedem e a coisa acaba por acontecer. 
Por último, esse processo ocorre por aclamação da Família. E se eu tivesse que escolher em qual das três possibilidades  Carmen se encaixa, eu diria que nesta última.

Si Fu once told me about the three ways that a member of the Kung Fu Family could become a leader: One of them would be, because Si Fu so desired. Interestingly, today we have a scenario in which André Guerra and Guilherme de Farias are the Directors of  Barra School, and my Si Hing Leonardo Reis is  in charge of the transmission. Especially with regard to my Si Hing, Si Fu was very emphatic in the last Traditional Ceremony about his nomination.
Another way to become a leader is when things naturally take shape. Nobody chooses you, just a sum of events happen and the thing ends up happening.

Finally, this process occurs by acclamation of the Family. And if I had to choose which of the three possibilities Carmen fits into, I would say that in the last one.

Carmen(FOTO) chegou à Família Kung Fu a pouquíssimo tempo, mas já é o suficiente para que Si Fu se refira à ela como "...uma importante discípula". Mas este é o sentimento de todos nesse momento. Se você apenas abrir qualquer página de um dos irmãos Kung Fu que se refira à ela. Uma admiração pelo seu empenho, e principalmente, pelo carinho com o qual realiza as coisas. É algo sempre presente.
Carmen dificilmente força qualquer coisa ou tenta se impor. Quando se vê diante de um impasse, ela simplesmente o acolhe e propõe uma saída sutil. Outra característica interessante, é que apesar de sua experiência de vida, Carmen se entrega às relações do círculo marcial, de forma a não deixar de considerar, nem por um momento, uma orientação de alguém mais antigo. Inclusive, ajudando a melhorar essa orientação, em alguns casos.
Essas e outras características, fizeram dela hoje uma unanimidade em nossa Família.

Carmen (PHOTO) arrived at the Kung Fu Family in a very short time, but it is enough for Si Fu to refer to her as "... an important disciple". But this is everyone's feeling at the moment. If you just open any page of one of the Kung Fu brothers that refers to her. An admiration for her commitment, and especially, for the affection with which she does things. It is always present.
Carmen hardly forces anything or tries to impose herself. When faced with an impasse, she simply welcomes it and proposes a subtle way out. Another interesting feature is that, despite her life experience, Carmen gives herself over to the relationships of the martial circle, so as not to fail to consider, even for a moment, an orientation from someone older in Kung Fu. Including, helping to improve this orientation, in some cases.
These and other characteristics have made her unanimous in our Family today. 
(Nesta foto vemos a Rubia Souza e Rodrigo Moreira. Além deles, e de mim. Fernando Xavier, Maria Alice Teixeira e Gisela, que é esposa do Fabiano, também estvieram presentes, apesar de não aparecerem)

(In this photo we see Rubia Souza and Rodrigo Moreira. Besides them, and me. Fernando Xavier, Maria Alice Teixeira and Gisela, who is Fabiano's wife, were also present, although they did not appear)

Não sei se pode se chamar de "slogan", pois não sou da área. Mas ao abrir o site da empresa Matsya Produções, que Carmen abria oficialmente as suas novas portas naquele fim de tarde. Lê-se: "Imagine, a gente realiza".  Esse mote é tão convidativo, que chega a ser quase irresistível. 
A Matsya Produções, é uma fábrica de entretenimento com mais de dez anos de experiência. E ali, entre familiares, parceiros, irmãos Kung Fu e convidados. Apresentava sua nova e lindíssima sede. 
Não canso de admirar esse espaço, pois sempre penso que se fosse eu a contratar um serviço, já estaria parcialmente enviesado para fechar negócio já quando passasse da porta. Digo isso pois o ambiente expressa bem, a atenção cuidadosa com a qual as produções são realizadas. E isso me inspirou também com meu próprio Mo Gun. Mas essa é outra história. 

I don't know if it can be called a "slogan", because I'm not from the area. But when opening the website of the company Matsya Productions, which Carmen officially opened its new doors that evening. You can read: "Imagine, we do it". This motto is so inviting, that is almost irresistible.
Matsya Productions, is an entertainment factory with more than ten years of experience. And there, among family members, partners, Kung Fu brothers and guests. It presented its new and beautiful headquarters.
I can't get enough of admiring this space, as I always think that if I were to hire a service, I would already be partially biased to close a deal when I passed trough the door. I say this because the environment expresses well, the careful attention with which the productions are carried out. And that inspired me also with my own Mo Gun. But that's another story.

Encerro esta publicação com esta imagem de pessoas que não conheço com a Carmen. Bom, escolhi essa foto em particular, pois ela manifesta bem a meu ver. Todo o espírito acolhedor da Carmen. 
Que seja o início de uma nova fase de muito sucesso!
I close this publication with this image of people wich I don't know, with Carmen. Well, I chose this photo in particular, because it expresses well in my view, all the welcoming spirit of Carmen.
Let it be the beginning of a new phase of great success!


The Disicple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com