PRATIQUE NO RIO: 21 99636988

sexta-feira, 2 de março de 2018

How to get back to the Kung Fu Family.

(Si Fu pratica com "Baat Jaam Do" nos anos 90)
(Si Fu practices with "Baat Jaam Do" in the late 90s)

Quando se acessa o Sistema Tradicional no Grande Clã Moy Yat Sang, o praticante é admitido antes em uma Família Kung Fu. É necessário que a pessoa faça parte de uma Família Kung Fu, para que possa ter acesso ao Sistema Ving Tsun e os conhecimentos que o Líder desta Família resolver compartilhar.
Para fazer parte de uma Família Kung Fu, é necessário que a pessoa seja indicada por um outro membro da Família ou que seja convidado pelo próprio Líder desta. Para que esta admissão seja formalizada, ocorre um processo cerimonial no qual a presença deste candidato, de um apresentador formal (Gaai Siu Yan) e do Líder da Família (Si Fu) ou de um representante nomeado por ele, se faz necessária.
Porém, como se faz para retornar à Família Kung Fu uma vez tendo se afastado?

When accessing the Traditional System in the Grand Clan Moy Yat Sang, the practitioner is admitted before into a Kung Fu Family. It is necessary that the person is part of a Kung Fu Family, so that he can have access to the Ving Tsun System and the knowledge that the Leader of this Family wants to share.
To be part of a Kung Fu Family, it is necessary for the person to be nominated by another Family member or invited by the Family Leader. For this admission to be formalized, a ceremonial process takes place in which the presence of this candidate, a formal presenter (Gaai Siu Yan) and the Family Leader (Si Fu) or a representative appointed by him, becomes necessary.

But how do you get back to the Kung Fu Family once you've walked away?
(Si Fu prova refeição do Templo Shaolin do Sul)
(Si Fu eating South Shaolin Temple´s food)

Si Fu esteve em 2009 no Templo Shaolin no sul da China. Na ocasião, ele teve a oportunidade de apreciar uma refeição feita com alimentos cultivados pelos próprios monges do local. Diferente do templo ao norte da China, o Templo Shaolin do Sul não tem viés turístico e por conta disso, os monges podem produzir seu próprio alimento com mais tranquilidade.
Na ocasião, Si Fu foi servido por monges jovens, alguns deles ainda eram crianças. Ele observou, que muitos deles tinham curativos na cabeça.

Si Fu was in 2009 at the Shaolin Temple in southern China. On occasion, he had the opportunity to enjoy a meal made with food grown by the local monks themselves. Unlike the temple in northern China, the Southern Shaolin Temple has no tourist bias and because of this, monks can produce their own food more peacefully.
At the time, Si Fu was served by young monks, some of them were still children. He noted that many of them had bandages on their heads.
(Patriarca Moy Yat recebe aplausos por ocasião da entrega do busto ao antigo
 Núcleo Central em São Paulo, dirigido por seu discípulo Grão-Mestre Leo Imamura)

(Patriarch Moy Yat receives applause on the occasion of the delivery of the bust to the old Central MYVT School in São Paulo, directed by his disciple Grand Master Leo Imamura)


Segundo os ensinamentos que Si Taai Gung Moy Yat deixou para Si Gung. É sabido, que abaixo da mesa ancestral , a qual chamamos de "Sam Toi", pode vir a aparecer um bastão de sândalo. A Família Kung Fu demonstrará maturidade ao ponto que este bastão estiver coberto de poeira, pois este , é um sinal de desuso. Isso porque, para os monges que dormem enquanto meditam, o Si Fu os acerta com um na cabeça. Os monges, principalmente mais jovens despertam, porém, segundo Si Fu, isso não é o suficiente. Pois a qualquer momento, o Si Fu os acerta com o bastão mesmo acordados e atentos. Pois como a vida, as vezes você pode estar vivendo um bom momento , e mesmo assim ela o acertará sem piedade. Assim é com o bastão de sândalo , e assim é com a vida.

According to the teachings by Si Taai Gung Moy Yat left for Si Gung. It is well known that under the ancestral table, which we call "Sam Toi", a sandalwood stick may appear. The Kung Fu Family will show maturity to the point that this stick is covered in dust, as this is a sign of disuse. This is because, for the monks who sleep while meditating, the Si Fu hits them with one in the head. The monks, especially younger ones wake up, however, according to Si Fu, that is not enough. Because at any moment Si Fu hits them with the stick, even when they are awake and attentive. Because like life itself, sometimes you may be living a good time, and yet it will hit you without mercy. So it is with the sandalwood staff, and so it is with life.
(Si Fu com Si Gung em 2003 em São Paulo)
(Si Fu and Si Gung in 2003 in Sao Paulo)

Com os anos, vemos as pessoas se afastarem da Família Kung Fu pelos motivos mais diversificados, porém, existe uma gama de razões que não varia muito: "Você vê, isso não é necessário. Realmente precisa a pessoa vir, ter essa conversa triste e sair andando até o elevador desse jeito? " - Disse Si Fu quando um To Dai seu se afastou depois de longa conversa. Depois de presenciar pessoas se afastando e ouvir delas também por tantas e tantas vezes, cheguei a conclusão, que na maioria das vezes bastava apenas uma conversa. Porém, quando a pessoa aparece decidida, há pouco o que se fazer. Porém, esquece-se que a base do Ving Tsun é o processo de "Humanidade", no qual é necessário que se haja duas pessoas.

Over the years, we see people moving away from the Kung Fu Family for the most diverse reasons, but there is a range of reasons that does not vary much: "You see, this is not necessary. walk up to the elevator like that? "- Si Fu said when a To Dai of his stepped away after a long conversation. After witnessing people pulling away and hearing from them too many times, I came to the conclusion that most of the time it would be solved with just a conversation. But when the person appears decided, there is little to be done. However, it is forgotten that the basis of the Ving Tsun is the process of "Humanity", in which it is necessary to have two people.
(Bate-papo com Si Gung e Si Fu e alguns dos membros 
mais queridos do Grande Clã na história do Rio)

(Chat with Si Gung and Si Fu and some of the 
most beloved members of the Great Clan in the history of Rio)

Com os anos, vemos pessoas muito especiais e com potenciais incríveis indo embora do "Mo Lam". Algumas vezes, por falta de tempo, falta de dinheiro , etc... Acontece que somos preparados diariamente para encontrarmos justificativas nos momentos de adversidade ou simplesmente de falta de interesse, mas acabamos por nos deparar com a figura do Si Fu. Essa talvez seja a única pessoa da face da terra, que você não encontrará eco , e por essa razão, para não ter que se deparar com uma solução simples para um problema que parecia enorme, muitos praticantes se afastam sem comunicar ao Si Fu presencialmente. Falo disso, porque a falta de compromisso com quase tudo em nosso mundo é muito grande, e simplesmente desaparecemos. Mas com o Si Fu, este foi o mesmo que presencialmente lhe recebeu na Família Kung Fu, espera-se que presencialmente você diga "Até breve" ou "Adeus".

Over the years, we see very special people with incredible potentials leaving the "Mo Lam". Sometimes, due to lack of time, lack of money, etc ... It turns out that we are prepared daily to find justifications in times of adversity or simply lack of interest, but we come across the figure of Si Fu. This is perhaps the only person on the face of the earth who you will not find an echo, and for this reason, in order not to have to come up with a simple solution to a problem that seemed enormous, many practitioners move away without communicating Si Fu face to face. I speak of this, because the lack of commitment to almost everything in our world is very great, and we simply disappear. But with Si Fu, this person was the same who actually received you in the Kung Fu Family in person. So,  you are expected to presently say "See you soon" or "Goodbye."
Lembro, quando meu irmão Kung Fu André Almeida (foto), Diretor do Núcleo Barra da Tijuca, disse-me algo que me marcaria para sempre: "Você já reparou que quase todo mundo quando responde uma mensagem começa escrevendo 'não poderei' ? Eu fico pensando se a pessoa realmente 'não pode' ou se simplesmente não tem coragem de falar a verdade..." .

I remember when my Kung Fu brother  André Almeida (photo), Director of the Barra da Tijuca School, told me something that would mark me forever: "Have you noticed that almost everyone when they respond to a message begins by writing 'I can not'? I wonder if the person really 'can not' or simply does not have the courage to speak the truth ... ".
(Si Fu abre o Sam Toi do novo Mo Gun na Barra da Tijuca em 2013)
(Si Fu opens Sam Toi of the new Mo Gun at Barra da Tijuca in 2013)

Mas de todos os tipos de "afastamento" da Família, posso dizer sem dúvidas que os piores são aqueles em que você sai "magoado" ou se sentindo "culpado" por algo.
Dizem, que o Templo Shaolin foi incendiado porque um monge teria envenenado a água do Templo matando quase todos os residentes, abrindo caminho para as tropas de Qing incendiarem o que restou. Essa história fala também do quanto alguém com a visão turva e que acumula sentimentos ruins pode "contaminar" pessoas ao seu redor, mas principalmente a si mesmo.  E infelizmente, algumas contaminações, sejam elas : Mágoas, culpa, raiva, etc...  São pra sempre se não cuidarmos.

But of all sorts of "walking away" from the Family, I can say without a doubt that the worst are those in which you get "hurt" or are feeling "guilty" for something.
It is said that the Shaolin Temple was burned down because a monk would have poisoned the water of the Temple killing almost all residents, paving the way for the Qing troops to burn what was left. This story also talks about how someone with blurred vision and who accumulates bad feelings can "contaminate" people around them, but especially himself. And unfortunately, some contaminations, be they: grief, guilt, anger, etc ... They are forever if we do not take care.
(Observo o local orgulhoso após pegar as chaves do novo 
Mo Gun da Barra da Tijuca em Outubro de 2012)

(I watch the place proudly after picking up the keys of the new
Mo Gun of Barra da Tijuca in October of 2012)

Se me perguntassem qual a coisa mais importante que fiz em toda a minha trajetória no Ving Tsun, diria sem dúvidas que foi quando aluguei um dos Mo Gun da Barra em meu nome. Talvez para você que leia, não fique claro o quanto isso significou para mim, mas pude me sentir, num momento adverso, realmente útil à Família Kung Fu.
Anos antes, caminhando pelo Shopping Downtown, Si Fu teria dito: "...O segredo é ter um coração grande e uma memória ruim..." - Se ele realmente não tivesse agido assim comigo, eu não teria tido a chance de me desenvolver e contribuir com a Família Kung Fu, como me senti fazendo naquele momento.

If you would ask me the most important thing I have done in my whole Ving Tsun career, I would say without a doubt that it was when I rented one of the Mo Gun in Barra neighborhood in my name for Si Fu. Perhaps for you to read, it is not clear how much this meant to me, but I could feel, in an adverse moment, really useful to the Kung Fu Family.
Years before, walking by the Downtown Shopping Mall, Si Fu would have said, "... The secret is to have a big heart and a bad memory ..."-  If he really had not acted like this with me, I would not have had the chance to develop myself from a fool to a man and contribute to the Kung Fu Family, as I felt myself doing at that moment.
(Discurso de Si Fu em 2015 na Barra da Tijuca)
(Speech by Si Fu in 2015 in Barra da Tijuca)

Voltar para a Família Kung Fu é simplesmente uma questão de decisão. Entender a necessidade de limpar o coração de medos, receios, mágoas ou seja lá o que tiver feito você se afastar. Talvez, quando você volte, você descubra que as coisas tenham mudado um pouco, mas não o suficiente para deixar você de fora. Porém, faz-se importante saber, que a Família Kung Fu não é um grupo congregacional , é uma "Família de Guerra" e você vai tomar "porrada" hora ou outra. A intensidade? Bem, a circunstância vai dizer. A Família Kung Fu nem o Si Fu podem ser do jeito que você quer que sejam, mas talvez seja melhor assim, pois quem sabe, é a sua única chance de não encontrar eco para seus medos.


Going back to the Kung Fu Family is simply a matter of decision. Understand the need to cleanse the heart of fears, sorrows or whatever has made you turn away. Maybe, when you come back, you'll find that things have changed a bit, but not enough to leave you out. However, it is important to know that the Kung Fu Family is not a congregational group, it is a "Family of War" and you will be "beaten" one hour or another. The intensity? Well, the circumstance will tell. The Kung Fu Family and Si Fu may not be the way you want them to be, but maybe it's better that way, because who knows, is your only chance of not finding echo to your fears.



The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com