PRATIQUE NO RIO: 21 99636988

quarta-feira, 28 de março de 2018

DO NOT CELEBRATE THE DEFEAT

(Em 2004 Si Fu tomou a decisão de abrir o Estúdio Barra 
simultaneamente à sua escola em Jacarepaguá. Estes somos nós após visitarmos o local.)

(In 2004 Si Fu made the decision to open the MYVT Barra Studio
simultaneously to his school in Jacarepaguá. This is us after visiting the site.)


Quando nascemos,algo mágico acontece: Percebemos que estamos com fome,e ao chorarmos,de forma mágica uma mama se materializa em nossa frente com todo o leite que necessitamos. Percebemos de alguma maneira, que qualquer coisa que quisermos , pode ser conseguida apenas chorando. Porém, algum tempo se passa, e quando estamos num shopping numa tarde de Sábado com nossos pais, mesmo se chorarmos , o brinquedo que desejávamos na maioria das famílias, não vai surgir em nossas mãos. Mas não desistimos de chorar. Acontece que conforme vamos crescendo, pensamos que "chorar" já não fica tão bem. Então trocamos o choro por chantagens e outros estratagemas que no final do dia, criam uma conexão perfeita com aquele nosso primeiro choro que nos rendeu o alimento. 
Não tomamos consciência do quanto gostamos de "colo", do quanto celebramos o fracasso até que alguém nos ampare. E ainda assim, temos a coragem de dizer: "Eu gosto de lutar"...

When we are born, something magical happens: We realize that we are hungry, and when we cry, magically a breast materializes in front of us with all the milk we need. We realize in some way that anything we want can be achieved by just crying. However, some time passes, and when we are in a mall on a Saturday afternoon with our parents, even if we cry, the toy we wanted in most families, will not come into our hands. But we did not stop crying. It turns out that as we grow, we think that "crying" does not look so good anymore. Then we exchanged the cry for blackmail and other ploys that at the end of the day, create a perfect connection with that our first cry that gave us food.

We are not aware of how much we like to "refuge", how much we celebrate failure until someone protects us. And yet, we have the courage to say, "I like to fight" ...
(Si Fu fala algumas palavras em meu aniversário em 2015)
(Si Fu doing a speech in my birthday celebration in 2015)


Si Fu diz que a prática da arte marcial, segundo a lógica chinesa, é a única expressão artística  que é una ao artista. Mesmo o ator interpreta uma personagem , mas não o artista marcial. O pintor, pinta o quadro , o calígrafo faz a caligrafia, mas o artista marcial, expressa sua arte não quando faz "Taan Sau", mas sim, a cada movimento, a cada fala, a cada palavra, a cada atitude. Toda a sua conduta, é uma expressão de sua própria arte.  E essa conduta, também se revela em momentos de adversidade, ou por que não, em momentos de derrota ou fracasso.

Si Fu says that the practice of martial arts, according to Chinese logic, is the only artistic expression that is one to the artist. Even the actor plays a character, but not the martial artist. The painter paints the picture, the calligrapher does the calligraphy, but the martial artist expresses his art not when he does "Taan Sau", but with every movement, every speech, every word, every attitude. All his conduct is an expression of his own art. And this conduct is also revealed in moments of adversity, or why not, in moments of defeat or failure.
(Scene from Ip Man , 2008)

Todos vão se lembrar da antológica cena do filme "O Grande Mestre"(Ip man, 2008) na qual ele enfrenta dez karatekas. Muitas pessoas já me perguntaram se isso realmente aconteceu. O que pouca gente repara, é que logo depois dessa cena Ip Man volta caminhando com as mãos machucadas para casa perdido em pensamentos, e um caminhão do exército japonês quase o atropela. Ip Man percebe com atraso e leva um susto. Aquele era o mesmo homem que acabara de derrotar dez karatekas. Essa é a cena completa: A de Ip Man imbatível e a de Ip Man que se assusta, que deixa o ser humano transbordar sobre o Mestre. Como Si Fu diz, existe uma hora para descansar e uma hora para lutar. - "Quando for pra lutar Thiago, luta, mas luta de verdade!" - Disse ele certa vez.

Everyone will remember the anthological scene from the movie "Ip man", 2008 in which he faces ten karatekas. Many people have already asked me if this really happened. What few people notice is that soon after this scene Ip Man walks back with his injured hands to his house lost in thoughts, and a Japanese army truck almost runs over him. Ip Man realizes late and takes a fright. This was the same man who had just defeated ten karatekas. This is the complete scene: Ip Man's unbeatable and Ip Man's that frightens, which lets the human being overflow over the Master. As Si Fu says, there is an hour to rest and an hour to fight. - "When you have to fight Thiago, fight, but fight for real!" - He said once.
(Reunião extraordinária da Família Moy Fat Lei no Méier em Março de 2018)
(Extraordinary Meeting of the Moy Fat Lei Family in Méier in March 2018)


Tivemos uma reunião histórica no Núcleo Méier , na qual comuniquei algumas mudanças consideráveis na trajetória de nossa Família. Percebi alguns olhares assustados, outros emocionados e alguns outros admirados, isso sem contar os perdidos. Você podia me ver falando: "Ei! Estamos passando por um momento desafiador" - Mas eu não estava triste.

We had a historic meeting at the Méier School, in which I communicated some considerable changes in the trajectory of our Family. I noticed some startled looks, some excited and some admired, not counting the lost ones. You could see me saying, "Hey, we're going through a challenging time." - But I was not sad.
Lembrava de estar sentado no lugar deles em Outubro de 2012, ouvindo de Si Fu palavras parecidas. Não tinha dúvidas de que sairíamos daquela, e não tive dúvidas ao estar do outro lado também. Si Fu costuma falar sobre explorarmos os limites ao praticarmos. Não o limite do filme, do suor e da superação... Esse eu prefiro deixar no filme. Ele fala sobre um sentido mais profundo das artes marciais , no qual ao estendermos para a nossa vida diária, podemos nos perguntar: "Ei , qual o limite da minha fome? Qual o limite do meu sono? Qual o limite do meu cansaço? Quão ferrado eu preciso estar para me desesperar?"

I remembered sitting in their shoes in October 2012, hearing from Si Fu similar words. I had no doubt that we would get out of that one, and I had no doubt when I was on the other side as well.Si Fu usually talks about exploring the limits as we practice. Not the limits from the movies, the sweat and the overcoming ... That I prefer to leave in the movies. He talks about a deeper sense of martial arts, in which as we extend into our daily lives, we may ask ourselves, "Hey, what's the limit of my hunger?What's the limit of my sleep? How much screwed up do I need to be to despair? "
(foto de Si Fu em viagem a NY em Fevereiro de 2018 enviada a mim)
(photo of Si Fu during his travel to NY in February 2018 sent to me)

Recentemente comentei com Si Fu: "...Sinto como se tivesse fracassado..." - Si Fu prontamente respondeu: "Não é 'como se' . Você fracassou."
Si Fu parece ter o dom de desconstruir meu pensamento , então você me via ali meio sem palavras pelo que ele acabara de dizer.: "Você fracassou Thiago. E eu também já fracassei, você estava lá, você viu, eu toquei o fundo." - Prosseguiu ele. - "Bem-vindo ao clube". - Concluiu ele.
Fui pego de surpresa numa tarde, com uma foto que Si Fu enviou fazendo a guarda para um boneco de cera do Rocky Balboa (foto acima). Si Fu escreveu: "Nunca baixe a guarde Thiago. Nem seus heróis devem fazer isso."

I recently commented with Si Fu: "... I feel like I have failed ..." - Si Fu promptly replied: "It is not 'as if.You really  failed."
Si Fu seems to have the gift of deconstructing my thoughts, then you would see me there without words for what he had just said: "You failed Thiago. And I also failed, you were there, you saw, I touched the bottom. " He continued. - "Welcome to the club". He concluded.
I was taken by surprise one afternoon, with a photo that Si Fu sent doing the Ving Tsun guard position for a Rocky Balboa wax doll (photo above). Si Fu wrote: "Never take down your guard Thiago, nor your heroes should do this."
(Si Fu golpeia a estátua de cera de Rocky já que a mesma estava sem guarda)
(Si Fu hits Rocky´s statue´s head because it had no hand in guard position)


Si Fu sabe do quanto gosto do Rocky, e comentou sobre a cena na qual Rocky toma a decisão de enfrentar o Ivan Drago em Rocky IV e tem um diálogo emocionante com sua esposa. Só eu sei o quanto Si Fu não tem paciência para esse tipo de filme. Então , vê-lo tomar um tempo para falar dele, foi uma grande coisa para mim.
O Diálogo era:

Si Fu knows how much I love Rocky movies,so he commented on  a "Rocky IV" scene, when Rocky takes a decision to battle Ivan Drago, and has an exciting dialogue with his wife. I know what Si Fu has no  patience for this kind of movie. So seeing him taking a time to talk about it, it was a great thing for me.

The Dialogue was:
Adrian: Rocky, dê um tempo com isso. Não faça isso, muitas pessoas convivem com a dor.
Rocky: Muitas pessoas não tem escolha Adrian, eu tenho.
Adrian: E por causa disso você está disposto a perder tudo?
Rocky: Adrian, isso aqui não é tudo. A casa, os carros, e tudo o que tempos. Isso não é tudo. Existe muito mais além disso Adrian.
Adrian: Antes, existiam motivos para lutar que eu entendia, mas agora eu não entendo. Mesmo que você ganhe, o que você ganhará? Apollo ainda estará morto. Por que você não muda seu pensamento como todo mundo faz?
Rocky: Porque eu sou um lutador! É assim que eu sou, Adrian. É com isso que você casou. Nós não podemos mudar quem somos.


Adrian: Rocky, give it some time. Don't do this a lot of people live with hurt.
Rocky: A lot of people don't have a choice, Adrian, I do.
Adrian: And for that you're willing to lose everything?
Rocky: Adrian this isn't everything. The house, the cars and everything we got. That ain't everything. There's a lot more than this, Adrian.
Adrian: Before there were reasons to fight I could understand but I don't understand this. Even if you win what have you won, Apollo's still gone. Why can't you change your thinking everybody else does?
Rocky: Cause I'm a fighter! That's how I'm made, Adrian. That's what you married. We can't change what we are.
(Durante visita a residência que Si Fu vivia em Janeiro de 2011)
(During the visit to Si Fu's residence in January 2011)


"Ver isso no filme, deitado no sofá é fácil. Viver isso, é mais difícil. Mas você é um guerreiro Thiago, não pode esquecer disso." - Disse Si Fu se referindo ao filme "Rocky IV".
E desse momento aparentemente tão adverso, surgiram mais dois profissionais em nosso Clã e um novo Núcleo vindo por aí em Maio graças a uma sugestão minha. E talvez esse seja um dos maiores valores de Si Fu: Não sentar no meio-fio e ficar chorando, mas aprender com qualquer coisa que aconteça. Tirar benefício do acontecimento para si , aprender com ele, e se possível, gerar benefício para o todo.

"Watching that in the movie, lying on the couch is easy. Living it, it's harder ... But you're a  warrior Thiago, you can not forget that." - Said Si Fu referring to the movie "Rocky IV".
And from this seemingly adverse moment, two more professionals emerged in our Clan and a new School came around in May thanks to a suggestion from me. And maybe this is one of Si Fu's greatest values: Do not sit on the curb and cry, but learn from anything that happens. Take advantage of the event for yourself, learn from it, and if possible, generate benefit for the whole.
(Momentos antes de retirar o espírito da Família Moy Fat Lei da parede do Núcleo Méier)
(Moments before withdrawing the spirit of the Moy Fat Lei Family's from the Méier School wall)


"... O Rocky no fundo Thiago, é um grande perdedor. Mas sabe qual a principal característica dele? Ele sempre levanta. No mundo do Rocky, quem você seria? O Rocky, ou aquele figurante que fica dando soquinho lá no fundo e só aparece uma vez porque cai e não levanta mais? ..." - Me perguntou por último Si Fu.

"In fact, Rocky character, he's a big loser, but you know what his main characteristic is?He always get up again. So, In the world of Rocky, who would you be? The Rocky himself or the fellas who only appears once in the background as extras because they fall and does not lift more? ... "- Finally asked me Si Fu.


The Disicple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com