PRATIQUE NO RIO: 21 99636988

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

NO MORE EXCUSES ! HE DID IT! : Guilherme de Farias goes to Africa!


Quando fui admitido na Família Kung Fu, Si Fu disse para mim: "Espero que não seja por acaso." - Eu nunca mais esqueci daquelas palavras e tento, diariamente, fazer com que não "seja por acaso". Com o tempo, comecei a tentar levar isso para minha vida. Nem sempre com sucesso, procuro fazer com que as coisas "Não sejam por acaso". Porém, qual não foi a minha surpresa, ao poder presenciar o desenvolvimento de irmãos Kung Fu desde o dia 1 até o momento atual, e descobrir pessoas que também não estavam na Família "Por acaso". 
Talvez um dos maiores exemplos seja o Discípulo número 12 do Clã Moy Jo Lei Ou , Guilherme de Farias "Moy Faat Lin"...

When I was admitted to the Kung Fu Family, Si Fu said to me, "I hope it's not by chance." "I've never forgotten those words , and I try, every day, to make it" not by chance. " Over time, I started trying to take this into my life. Not always with success, I try to make things "Do not be by chance". But what was not to my surprise, being able to witness the development of Kung Fu brothers from the 1st day to the present day, and discover people who were there with the same spirit.
Perhaps one of the greatest examples is the Disciple number 12 of the Clan Moy Jo Lei Ou, Guilherme de Farias "Moy Faat Lin" ...

(Guilherme na última fileira observa atentamente enquanto 
ajudo Si Fu numa demonstração no Cachambi)

(Guilherme in the last row looks closely
I help Si Fu in a demonstration in Cachambi)

 A dez anos atrás vivíamos uma série de workshops em diferentes bairros do Rio de Janeiro, a fim de expandir as atividades do então Núcleo Rio de Janeiro, dirigido por Si Fu (foto). Certa vez, por intermédio de outro discípulo, Cristiano Chaves "Moy Kei Yeuk", ajudei Si Fu numa palestra no bairro do Cachambi , num local chamado "Venerável Ordem Fraternal Esotérica de São Francisco de Assis".  
Honestamente, eu não estava muito empolgado! Achei que ninguém se interessaria, mas Si Fu não pensava assim! Ele fez o seu melhor como sempre, e talvez por esse ímpeto inabalável, um jovem rapaz estudante do Colégio Tamandaré do Méier chamado Guilherme de Farias tenha se interessado naquela arte chamada "Ving Tsun".

Ten years ago we lived a series of workshops in different districts of Rio de Janeiro, in order to expand the activities of the then MYVT Rio de Janeiro School, directed by Si Fu (photo above). Once, through another disciple, Cristiano Chaves "Moy Kei Yeuk", I assisted Si Fu in a lecture in the neighborhood of Cachambi, in a place called "Venerable Esoteric Fraternal Order of St. Francis of Assis."
Honestly, I was not too excited! I thought no one would be interested, but Si Fu did not think so! He did his best as ever, and perhaps for this unyielding impetus, a young boy student at the Tamandaré school named Guilherme de Farias became interested in that art called "Ving Tsun."
 (Foto Si Fu - To Dai de Guilherme com Si Fu no dia de sua admissão na Família Moy Jo Lei Ou)
(Si - To photo of Guilherme with Si Fu in the day he joined the Family Moy Jo Lei Ou)

 Guilherme fez inúmeras "Apresentações" e visitas a escola de dança onde funcionava a Unidade Méier. Si Suk Ursula, a coordenadora do trabalho ali até então, recebeu ele todas as vezes. Finalmente, Guilherme começou o Ving Tsun Experience, após conseguir emprego no Habib´s da Dias da Cruz, a fim de usar o valor para arcar com sua prática. 
Aquela atitude me pegou de surpresa! Realmente achei muito bacana, alguém ter essa vontade tamanha de praticar Ving Tsun, a ponto de trabalhar até as 3 a.m. e estar na escola no dia seguinte as 7 a.m.  Eu até hoje uso essa história como exemplo.

Guilherme came back again and again in order  to visit the dance school where the former Méier Studio was. Si Suk Ursula, the coordinator of the work there until then, received him every time. Finally, Guilherme began the Ving Tsun Experience, after obtaining a job at Habib's Foof Franchise of  Dias da Cruz Avenue in the same neighborhood, in order to use the value to pay for his practice.
That attitude caught me by surprise! I really found it very cool, someone so willing to practice Ving Tsun, to the point of working until 3 a.m. and being in school the next day at 7 a.m. I still use this story as an example nowadays.
(Compartilhando com Gui uma foto Si Fu-To Dai, na primeira visita oficial de Si Fu ao Méier) 
(Sharing with Gui a photo Si Fu-To Dai, on the first official visit of Si Fu to Meier)

Honestamente , não sei o que seria de minha carreira sem a participação de Guilherme. Desde que começou no Ving Tsun Experience, Guilherme se prontificou a ajudar no que fosse preciso. E nossa parceria marcou época no bairro do Méier entre os anos de 2008 e 2011. Sabia que poderia contar com Guilherme para o que fosse necessário, e isso me ajudou muito a seguir adiante sem a Si Suk Ursula quando ela ficou grávida. 

Honestly, I do not know what would be of my career without Guilherme. Since starting in the Ving Tsun Experience, Guilherme has volunteered to help in whatever it takes. And our partnership marked the season in the Méier neighborhood between the years 2008 and 2011. I knew that I could count on Guilherme for whatever it took, and it helped me a lot to move on without Si Suk Ursula when she became pregnant.
(Preparando uma "sequência-arrasadora" para uma 
demonstração seguida de workshop na antiga Unidade Méier com Gui) 

(Preparing a "sweeping sequence" for a
demonstration followed by a workshop at the former Méier Studio with Guilherme)

Lembro de quando caminhávamos juntos da Unidade Méier na Dias da Cruz até o Norte Shopping. Às vezes era só pelo prazer de estarmos juntos. Guilherme ia me apresentando as ruas do Cachambi que nunca decorei e nossa intimidade foi crescendo muito. Ao ponto , de apenas com Guilherme em todos estes anos , eu poder dizer que fiz as minhas melhores demonstrações até hoje. 
Guilherme, ao contrário de muitos irmãos Kung Fu que chegaram buscando defesa pessoal ou que se colocam como alguém que gosta de luta. Era apenas um rapaz que se encantou com Si Fu, mas que talvez seja o mais corajoso membro do Clã Moy Jo Lei Ou. Você pode "descer a lenha" no Guilherme em uma demonstração ou prática e ele não muda a expressão. Na verdade, parece mais relaxado que qualquer um. Só consigo vê-lo tenso quando se trata do Si Fu (risos).
Graças a sua capacidade de aceitar golpes, Guilherme recebeu  por um tempo o carinhoso apelido de "Dublê da Unidade Méier". Uma referência as pancada,s golpes, e tombos que levava de bom grado para que uma simples demonstração acontecesse.

I remember when we used to walk together from the Méier Studio in Dias da Cruz Avenue to Norte Shopping( about 8miles). Sometimes it was just for the pleasure of being together. Guilherme was introducing me to the streets of Cachambi that I never memorized and our intimacy was growing a lot. To the point, with only Guilherme in all these years, I can say that I have made my best demonstrations to this day.
Guilherme, unlike many Kung Fu brothers who came seeking self-defense or posing as someone who likes fighting. It was just a boy who loved Si Fu from the day one, but who is perhaps the bravest member of the entire Clan Moy Jo Lei Ou. You can hit "like there is no tomorrow" on Guilherme in a demonstration or practice and he does not change his facial expression. In fact, he seems more relaxed than either. I can only see him tense when it comes to Si Fu (laughs).
Thanks to his ability to accept blows, Guilherme received for a time the affectionate nickname of "Studio Meier stuntman". A reference to the blows, throws, and tumbles that he willingly took to make a simple demonstration happen.
(Entre Si Fu e SI Suk Felipe Seabra, Guilherme aparece em 
almoço em Copacabana em Outubro de 2010)

(Btween Si Fu and SI Suk Felipe Seabra, Guilherme appears in
Breakfast in Copacabana in October 2010)

Presenciar a relação de Guilherme com Si Fu é sempre divertido. Guilherme sem dúvidas é um dos que mais levam broncas homéricas de Si Fu na Família. O desavisado pode pensar que é apenas uma questão de que Guilherme não fez algo direito. Eu posso dizer, que não é com todo mundo que Si Fu faz isso. Talvez, da mesma forma que eu me sentia tranquilo para golpear Guilherme sabendo que ele estaria de pé pronto pra mais, Si Fu saiba que pode ir fundo com Guilherme, diferente de qualquer outro, simplesmente por duas características distintivas de Guilherme: Coragem e Lealdade.

Witnessing Guilherme's relationship with Si Fu is always fun. Guilherme undoubtedly is one of those who  Si Fu gets more angry in the Family. The unsuspecting may think it's just a matter of Guilherme did not do something right. I can say, it is not with everyone that Si Fu does it. Perhaps, just as I felt cool to hit Guilherme hard knowing that he would be ready for more, Si Fu knows he can go deep with Guilherme, unlike any other, simply because of two of Guilherme's distinctive characteristics: Courage and Loyalty.
(O emocionante "Baai Si" de Guilherme de Farias) 
(The exciting "Baai Si" by Guilherme de Farias)

Foi essa determinação que levou Guilherme no dia 16 de Janeiro de 2011, a se tornar o discípulo número 12 de nosso Clã Moy Jo Lei Ou. Acredito eu, que em muitos momentos nem mesmo Guilherme acreditou nele mesmo, mas foi a crença de Si Fu em seu potencial , em não deixar Guilherme o convencer de que não era capaz de algo, que o inspirou a seguir em frente nesses quase 10 anos de sua entrada na Família Kung Fu. 
Muito me honrou, saber que seu nome Kung Fu "Moy Faat Lin", apesar da transliteração diferente, é também uma referência a minha pessoa e a da Si Suk Ursula. Devido ao início de Guilherme na Unidade Méier sob nossos cuidados.


It was this determination that led Guilherme on January 16, 2011 to become disciple number 12 of our Clan Moy Jo Lei Ou. I believe, that in many moments not even Guillerme believed in himself, but it was Si Fu's belief in his potential, not to let Guilherme convince him that he was not capable of anything, that inspired him to go forward in those almost 10 years of his entry into the Kung Fu Family.
I was very honored to know that his name Kung Fu "Moy Faat Lin", despite the different transliteration, is also a reference to myself and Si Suk Ursula. Due to the beginning of Guilherme in the former MYVT Meier Studio  under our care.
(da esq p/ dir. : Carlos Antunes, Jade Camacho, Si Fu, eu e Gui.
 Despedida de Si Fu para a China em 2012)

(from left to right: Carlos Antunes, Jade Camacho, Si Fu, me and Gui.
Si Fu farewell to China in 2012)

Em 2012, quando Si Fu embarcou para a China, Guilherme estava entre os discípulos que acompanharam até o aeroporto. Honestamente não sei dizer de onde Si Fu tirava forças para se despedir com um sorriso naquele momento. Quando falou comigo que em certos momentos como aquele "muitos aos poucos se afastam e poucos aos poucos se aproximam", tive certeza que estava dentre os "Poucos que se aproximavam", mas estava certo , que Guilherme era um deles também.

In 2012, when Si Fu embarked for China, Guilherme was among the disciples who accompanied him to the airport. I honestly can not say where Si Fu was taking the strength to say goodbye with a smile at that moment. When he spoke to me that at certain times like that "many gradually drifted away and little by little others approached," I was sure I was among the "Few who were approaching," but it was certain that Guiilherme was one of them too.
(Primeira reunião com Si Fu após sua volta da China em 2012) 
(First meeting with Si Fu after his return from China in 2012)

Confesso que me emocionei escrevendo essa parte, porque lembro de Guilherme sem muitas condições assumir quase sozinho o Núcleo Barra. E pude ver na prática o que Si Fu havia me dito quando entrei na Família : "Espero que não seja por acaso." - Guilherme , para mim, foi o exemplo vivo de como uma única pessoa pode fazer a diferença. Você não precisa ter todo o tempo do mundo, ter todo o dinheiro , ser o mais habilidoso. Você realmente só precisa ser leal, e fazer tudo com o coração. Esse foi o aprendizado que recebi de Guilherme.

I confess that I was moved by writing this part, because I remember Guilherme without many conditions assuming the Barra School almost alone. And I could see in practice what Si Fu had told me when I entered the Family: "I hope it is not by chance." - Guilherme, to me, was the living example of how one person can make a difference. You do not have to have all the time in the world, have all the money, be the most skilled. You really just have to be loyal, and do everything from the heart. That was the learning I got from Guilherme.
(A histórica foto "Mirando o futuro" de Guilherme com Si Fu e Claudio Teixeira em Angola, 2017) 
(The historical photo "Looking for the future" of Guilherme with Si Fu and Claudio Teixeira in Angola, 2017)

Escrevo essas últimas linhas com lágrimas nos olhos, pois ontem Guilherme alcançou mais um de seus sonhos que era fazer uma viagem internacional com nosso Si Fu. Guilherme embarcou para a África como membro da comitiva que tem por objetivo estabelecer a Linhagem Moy Yat naquele continente. 
Quero registrar, que ao ver a primeira foto de Guilherme no salão de embarque, um filme passou pela minha cabeça. E talvez, tenha experimentado pela primeira vez, um sentimento de realização simplesmente por ver a realização de outra pessoa. 
Bom Guilherme, quero dizer que estou muito feliz por você. Talvez nunca saiba o quanto. É um prazer ver a sua história se desenvolvendo e a encantadora e corajosa relação que você e nosso Si Fu mantém um com o outro. Parabéns, cara! Sigamos juntos!
A partir de hoje, você que conhece o mais corajoso dos Discípulos do Clã Moy Jo Lei Ou, o de número 12(Ainda que acredite que coragem seja circunstancial). Vai precisar de uma desculpa muito boa para se convencer de que não é possível seguir em frente.

I write these last lines with tears in my eyes, because yesterday Guilherme reached another dream that was to take an international trip with our Si Fu. Guilherme embarked for Africa as a member of the delegation that aims to establish the Moy Yat Lineage on that continent.
I want to register, that when I saw the first photo of Guilherme in the boarding lounge, a movie crossed my mind. And maybe, I have experienced for the first time, a sense of accomplishment simply by seeing someone else's achievement.
Well Guilherme, I mean I'm very happy for you. You may never know how much. It is a pleasure to see your story unfolding and the charming and courageous relationship that you and our Si Fu maintain with each other. Congratulations, man! Let's go together!
As of today, you who know the bravest one from Clan Disciples Moy Jo Lei Ou, the number 12 disciple . You will need a very good excuse to convince yourself that you can not move on.


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com