PRATIQUE NO RIO: 21 99636988

domingo, 10 de setembro de 2017

The first two disciples of 13th Generation in Brazil: Senior Master Julio Camacho's work goes on.

Uma postagem mais do que especial , que registra os dois primeiros convites para "Baai Si" de membros da Décima Terceira Geração da Linhagem Moy Yat no Brasil. Um pouco destes dois momentos tão marcantes com meus To Dai Vitor Sá e Keith Markus, que manifestam mais uma vez, o trabalho bem feito de meu Si Fu Julio Camacho com o Ving Tsun no Rio de Janeiro...

A more than special post, which records the first two invitations to "Baai Si" from members of the Thirteenth Generation of the Moy Yat Lineage in Brazil. A bit of these two moments so remarkable with my To Dai Vitor Sá and Keith Markus, who demonstrate once again, the great work of my Si Fu Julio Camacho with Ving Tsun in Rio de Janeiro ...



The first two disciples of 13th Generation 
from Moy Yat Lineage in Brazil :
 Senior Master Julio Camacho's work goes on
Os dois primeiros discípulos de 13º Terceira Geração da Linhagem Moy Yat no Brasil
(Foto minha na faculdade no ano de 2004)
(A photo of mine at the College in 2004)


Lembro que certa vez, caminhava com um amigo numa tarde nublada...A vida era boa, mas faltava uma coisa. Naquela época, tinha algo que eu queria muito, mas estava difícil de conseguir. Comentei com ele, que faria um plano para que dali a um mês pudesse alcançar meu objetivo. Ele riu. Não critico ele, realmente parecia impossível. Quando cheguei em casa, comentei com meu primo que morava comigo. Ele também riu (risos). Estávamos em Setembro e foi só em 20 de Janeiro de 2004 que alcancei meu objetivo. Ainda faltavam três anos para fazer meu "Baai Si", mas de alguma forma, me senti grato ao meu Si Fu pelo feito impossível.  Me senti grato, pelo fato dele ter levado a sério meu objetivo, talvez mais do que eu mesmo. Porém, principalmente, por ter me deparado com um nova habilidade que não lembrava de ter aprendido: A capacidade de fazer com que cada movimento meuu , pelo tempo que for necessário, tenha como única função, o objetivo final.

I remember one time walking with a friend on a cloudy afternoon ... Life was good, but something was missing. At that time, there was something I wanted very much, but it was difficult to achieve. I commented with him that I would make a plan so that within a month I could reach my goal. He laughed. I do not criticize him, it really seemed impossible. When I got home, I talked to my cousin who lived with me. He laughed too (laughs). We were in September and it was only on January 20, 2004 that I achieved my goal. I still had three years to do my "Baai Si", but somehow, I felt grateful to my Si Fu for the impossible achievement. I felt grateful that he had taken my purpose seriously, perhaps more than myself. But mainly because I came across a new skill that I did not remember learning: The ability to make each movement of mine, for as long as necessary, have the sole purpose, to reach the ultimate goal.

 Então em Maio de 2007 realizei o "Baai Si" com meu Si Fu e assim, estabelecemos um vínculo para toda a vida. Isso é importante, porque a relação Si Fu-To Dai é por natureza, desequilibrada. O Si Fu desempenha uma posição de ascendência com relação ao To Dai, de forma que na busca pela aproximação e encurtamento desta distância, o To Dai possa aprender. O que? Não sei exatamente... Talvez um pouco de tudo, como no meu caso. E você vai encontrar discípulos ou mesmo não-discípulos que vão tentar manipular o cenário, os irmãos Kung Fu ou mesmo o Si Fu para que esta distância diminua ou deixe de existir... O Si Fu que foi preparado para isso, estará atento. Para os discípulos que forem pacientes o suficiente, notarão que haverá um momento em que será o Si Fu a propor o equilíbrio da relação... E veja só: Será o To Dai a buscar o desequilibrio novamente nesta hora. Não só por respeito, mas para que continue havendo um espaço vazio a ser preenchido.

So in May 2007 I did the "Baai Si" with my Si Fu and so, we established a bond for a lifetime. This is important because the Si Fu- ToDai relationship is by nature unbalanced. The Si Fu plays an ascendant position in relation to To Dai, so that in the search for the approximation and shortening of this distance, the To Dai can learn. What? I do not know exactly ... Maybe a little of everything, as in my case. And you will find disciples or even non-disciples who will try to manipulate the scenery, the Kung Fu brothers or even Si Fu so that this distance decreases or ceases to exist ... The Si Fu who has been prepared for this, will be attentive. For the disciples who are patient enough, they will notice that there will be a moment when the Si Fu himself proposes the balance of the relationship ... And It will be the To Dai who will seek the imbalance again in this time. Not only for respect, but to keep having an empty space to be filled.
 Tenho 18 anos na Família Kung Fu, e destes 18, 10 são como discípulo. Isso me dá uma série de histórias para contar por aqui, certo? Como Si Fu, o tempo é bem menor. Pouco mais de um ano para ser mais preciso.. (risos). E foi nesse curto espaço de tempo, que conheci algumas das pessoas mais incríveis e dedicadas, com quem já vivi. Dentre elas, estão meus To Dai Vitor Sá (de branco) e Keith Markus (de preto).
Por conta do amadurecimento de 14 anos do meu Si Fu como Líder de Família, os processos de Provimento de Vida Kung Fu estão muito mais avançados do que na época em que fui convidado para o "Baai Si" a dez anos atrás. Talvez por esse seu excelente trabalho, pude receber estes primeiros To Dai num ambiente muito mais favorável a relações próximas.

I am 18 years old in the Kung Fu Family, and from these 18 year, 10 as a disciple. That gives me a lot of stories to talk about here, right? As a Si Fu, the time is much shorter. Just over a year to be more precise .. (laughs). And it was in that short space of time that I met some of the most incredible and dedicated people I've ever lived with. Among them are my To Dai Vitor Sá (in white) and Keith Markus (in black).
Because of the 14 year maturity of my Si Fu as a Family Leader, Kung Fu Life processes are much more advanced than when I was invited to "Baai Si" ten years ago. Perhaps because of his excellent work, I was able to receive these first To Dai in a much more favorable environment for close relations.

O primeiro membro a ser convidado foi Keith Markus(foto à esquerda). O convite para discipulado ocorreu no Restaurante Chinatown no bairro da Tijuca. O Clã Moy Jo Lei Ou como é sabido, realiza o processo de discipulado em três etapas: Um convite durante uma refeição organizado pelo próprio candidato e seu "Gaai Siu Yan", a Cerimônia de Discipulado em si e finalmente, um terceiro momento no qual ocorre a entrega do "Nome Kung Fu".

The first member to be invited was Keith Markus ( left). The invitation to discipleship took place at the Chinatown Restaurant in the Tijuca neighborhood. The Moy Jo Lei Ou Clan as you know, perform the discipleship process in three steps: An invitation during a meal organized by the candidate himself and his "Gaai Siu Yan", the Discipleship Ceremony itself and finally, a third moment in which the delivery of the "Kung Fu Name" occurs.
Markus foi apresentado por Rodrigo Moreira, meu irmão Kung Fu que é "Gaai Siu Yan" de muitos membros de minha Família Kung Fu. A partir daquela noite, um novo capítulo no Ving Tsun da Linhagem Moy Yat no Brasil passava a ser escrito: Teríamos o primeiro discípulo de Décima Terceira Geração.

Markus was introduced by Rodrigo Moreira, my Kung Fu brother  who is "Gaai Siu Yan" of many members of my Kung Fu Family. From that night, a new chapter in the Ving Tsun of the Moy Yat Lineage in Brazil came to be written: We would have the first disciple of Thirteenth Generation.
Markus, que levou sua esposa ao jantar(foto), parece ser apaixonado por artes marciais desde muito tempo. Tem algumas passagens por outras instituições, mas sempre quis aprender o Ving Tsun. Desde o início de sua prática, se envolveu muito profundamente com a Família Kung Fu e particularmente comigo. Já não sou mais capaz de lembrar a última semana em que não nos falamos sobre algum tema que estava relacionado ao bem estar da Família.
Segundo Markus , ele se vê muito satisfeito por ter se tornado membro da Família Kung Fu nesse seu momento de vida, pois o seu momento profissional e pessoal , permite a ele que viva intensamente a relação Si Fu-To Dai.

Markus, who took his wife to dinner (photo), seems to be passionate about martial arts since a long time. It has some passages by other institutions, but always wanted to learn the Ving Tsun. From the beginning of his practice, he became deeply involved with the Kung Fu Family and particularly with me. I can no longer remember the last week when we did not talk about something that was related to the well-being of the Family.
According to Markus, he is very pleased to have become a member of the Kung Fu Family at this time of his life, because his professional and personal moment allows him to live intensely the Si Fu-To Dai relationship. 



Naquela ocasião, Si Fu não pôde comparecer. Porém, decidiu se fazer presente, através de uma mensagem emocionante e que muito nos honrou naquela noite:

 At that time, Si Fu could not attend. However, he decided to make himself present, through a message that honored us very much that night:




Algumas semanas depois, ocorreu o convite de Vitor Sá. E desta vez, Si Fu pôde comparecer , o que enriqueceu ainda mais o evento. Penso, que talvez só vejamos a importância de seu apoio incondicional à minha Família Kung Fu daqui a muitos anos. E no mundo das artes marciais, o simples fato do Si Fu estar presente, já quer dizer muito sobre o que está sendo feito.

A few weeks later Vitor Sá's invitation came. And this time, Si Fu was able to attend, which further enriched the event. I think we may just see the importance of his unconditional support for my Kung Fu Family in many years. And in the world of martial arts, the simple fact that your Si Fu is present already means a lot about what is being done. 



Vitor Sá, levou sua esposa, sua mãe e um primo que considera irmão ao jantar. Vitor tem quase o dobro de meu tamanho e um coração tão grande quanto. Sua paixão desenfreada pelo Flamengo e jogos de futebol, me levaram a voltar a prestar atenção a este esporte novamente. E mais uma vez, Rodrigo Moreira foi o "Gaai Siu Yan". A presença de Si Fu abrilhantou o jantar, pois sua visão madura deste processo , trouxe um peso ainda maior ao que simbolicamente, já era forte.

Vitor Sá, took his wife with him, his mother and a cousin who considers brother to dinner. Vitor is almost twice my size and has a heart as big as. His passion unbridled by Flamengo Soccer Team and Soccer games, led me to return to pay attention to this sport again. And once again, Rodrigo Moreira was the "Gaai Siu Yan". The presence of Si Fu brightened the dinner, as his mature view of this process brought even greater weight to what was already symbolically strong.
Por conta da presença de Si Fu, a dinâmica do jantar foi bem diferente, e pude falar um pouco da minha própria visão a respeito do discipulado e do que ele significa para mim. Confesso que acabei me emocionando.

Because of Si Fu's presence, the dynamics of dinner were quite different, and I was able to talk a little about my own view of discipleship and what it means to me. I confess that I got moved.
(foto de Novembro de 2007 com Si Fu, 
após   receber o "Biu Ji Certification")
(Nov. 2007, with Si Fu after receive the Biu Ji Certification)

Parece que uma nova aventura começa agora bem diante dos nossos olhos! Esta página, que começou a ter suas primeiras linhas escritas quase junto ao meu discipulado, passa a registrar agora, os primeiros passos de meus próprios discípulos a partir da Cerimônia que ocorrerá em Novembro.
 Por muitas vezes, nao entendi muitas das decisões , ações e ideias de Si Fu. E quer saber? Ainda não entendo muitas delas (risos). Em várias oportunidades, achei que ele poderia ter feito de um jeito diferente. Porém, agora cabe a mim não cometer um erro clássico do mundo das artes marciais: "O Si Fu da geração seguinte uerer fazer melhor do que o seu próprio Si Fu".  Acho eu, que mais do que nunca, devo segui-lo bem de perto, pois acredito que na tentativa de refinar, ajustar ou qualquer coisa parecida, será exatamente o momento de fissura. E não é isso que queremos!
Começa aqui, a segunda fase desta jornada. Sigamos juntos!
E a quem interessar, o artigo que muito me emocionou ao reler, do meu próprio jantar de convite para "Baai Si": Clique (AQUI)


It seems that a new adventure now begins right before our eyes! This page, which began to have its first lines written almost next to my discipleship, begins to register now, the first steps of my own disciples from the Ceremony that will take place in November.
For many times, I have not understood many of Si Fu's decisions, actions and ideas. And you want to know? I still do not understand many of them (laughs). On several occasions, I thought he might have done it differently. But now it's up to me not to make a classic mistake in the martial arts world: "The Si Fu of the next generation wants to do better than his own Si Fu." I think, more than ever, I must follow him closely, because I believe that in trying to refine, adjust or anything, it will be exactly the moment of fissure. And that's not what we want!

And whoever interests, the article that made me very moved when I read, from my own invitation Dinner  for "Baai Si": Click (HERE)

It begins here, the second phase of this journey. Let's go together!

The Disciple Of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com