PRATIQUE NO RIO: 21 99636988

terça-feira, 15 de agosto de 2017

When does a "Mo Gun" become your home? (Quando um "Mo Gun" se torna sua casa?)

Na época em que esta foto foi tirada, meu Si Fu para mim representava excelência em todos os sentidos. Ele era inteligente, infalível e por que não imbatível? Ele parecia não precisar descansar , estava sempre com a energia no máximo e tratando todos com muito carinho. Quando a concentração dos presentes parecia estar se desligando aos poucos, a dele insinuava que estava apenas começando. Ele parecia uma entidade sempre presente no Mo Gun. Minha admiração não diminuiu, mas hoje conheço seu lado humano bem mais.
E exatamente naquele ano de 2003 , pouco meses depois da foto acima ter sido tirada, me peguei nervoso numa manhã de Sábado para lhe fazer um pedido. E por eu ser um simples praticante, na maioria das vezes um problema para a Família Kung Fu, achei que recusaria o pedido: "Eu queria saber se posso dormir no Mo Gun de hoje pra amanhã e de Domingo para Segunda?"

By the time this photo was taken, my Si Fu for me represented excellence in every way. He was intelligent, infallible and why not unbeatable? He seemed not to need rest, he was always full of energy and treating everyone with great affection. When the presente people seemed to be slowly turning off, his hinting that it was just beginning.
He looked like an ever-present Mo Gun entity. My admiration has not diminished, but today I know his  human side much more.
And exactly in that year 2003, a few months after the photo above was taken, I got nervous on a Saturday morning to ask him. And because I was a simple practitioner, most of times a problematic boy for the Kung Fu Family, I thought he would refuse the request: "I wanted to know if I could sleep in  Mo Gun untill tomorrow and Sunday to Monday?"
 No primeiro Núcleo dirigido por Si Fu , o Núcleo Tindiba em Jacarepagua, foi onde me matriculei acompanhado de minha mãe. Si Fu nos atendeu e fez todos os procedimentos. Eu estava bem empolgado, e perguntei se podia chegar mais cedo para praticar antes do meu horário. Como se não bastasse, ele comentou sobre o Mo Gun ser considerado a casa do membro da Família Kung Fu, e que em breve, como membro, eu mesmo poderia ter uma chave do local e abri-lo.
Ao sair de lá, minha mãe me proibiu de pegar as chaves- "Imagina se sumir alguma coisa e pensarem que foi você? - Disse ela.

 In the first school directed by Si Fu, on Tindiba Road in Jacarepagua, was where I enrolled with my mother. Si Fu  did all the procedures. I was very excited, and I asked if I could get there early to practice before my schedule. As if that were not enough, he commented on the Mo Gun being considered the home of the Kung Fu Family member, and that soon, as a member, I might even have a key to the room and open it.
When I left, my mother forbade me to take the keys- "Imagine if something disappears and they think it was you?" She said.

De volta a 2003, Si Fu me autorizou a dormir no Mo Gun. Eu ainda não tinha as chaves , mas ele me emprestou as dele. Expliquei o que pretendia fazer, uma homenagem e precisava de espaço para desenhar, pois usaria os chamados "papéis 40Kg". Ele me explicou o funcionamento do alarme, e sem querer dispará-lo, passei a madrugada toda desenhando confinado na recepção, onde o alarme não chegava. Fazia calor, e quando vi estava só de shorts, quando ouvi alguém abrir a porta no meio da madrugada! Me preparei para um invasor, o coração pareceu vir na boca, e de todos os filmes que assisti até meus 19 anos nada tinha me preparado para aquilo. E morrer com um short curto da Adidas não seria nada legal. Porém, era só o Xavier, ele sim tinh as chaves , e passou com sua bicicleta para descansar e beber água.
Aquilo me tocou, pois para mim que só frequentava o Mo Gun nos horários que tinha minha prática, achei curiosa a ação do Xavier. Ainda que perigosa por ser de madrugada, me espantei com o livre acesso que ele tinha e eu não apesar de termos começado juntos.

Back in 2003, Si Fu allowed me to sleep in the Mo Gun. I still did not have the keys, but he lent me his keys. I explained what I intended to do, a kind of tribute and needed space to draw, because I would use the so-called "40Kg papers". He explained the operation of the alarm, and without wanting to shoot it, I spent the whole dawn drawing in the reception, where the alarm did not get me. It was hot, and when I saw I was wearing only an adidas shorts when I heard someone opening the door in the middle of the night! I prepared for an invader, my heart seemed to come in the mouth, and of all the movies I watched until I was 19, nothing had prepared me for that. And dying with an Adidas  shorts would not be cool. But it was only Xavier, my KF Brother ,he did have the keys, and he rode his bike to rest and drink water.
That touched me, because for me who only attended the Mo Gun in the hours that had my practice, I found curious the action of Xavier. Although dangerous for being at dawn, I was amazed at the free access he had and I did not even though we started together.

Os anos se passaram, e em 2007 quando fiz meu Baai Si, Si Gung me presenteou com esse chaveiro da foto acima dizendo: " Guarde para quando tiver o seu Mo Gun". Deixei ele guardado até 2011 quando pude finalmente encaixar as chaves da sala no Méier. Foi um momento bem emocionante. Eu não só já tinha as chaves do Mo Gun do meu Si Fu, mas as chaves do meu próprio Mo Gun.
Como símbolo de gratidão, mais tarde dei de presente essa chave com o chaveiro a uma pessoa que muito me apoiou nessa jornada. Como já era de se esperar, a pessoa entendeu a importância.

The years passed by, and in 2007 when I did my Baai Si, Si Gung presented me with this keyring from the photo above saying "Save for when you have your Mo Gun." I left it guarded until 2011 when I could finally fit the room keys in Méier. It was a very exciting time. I not only already had the Mo Gun keys from my Si Fu, but the keys to my own Mo Gun.
As a token of gratitude, I later gave this key with the keyring to a person who supported me on this journey. As expected, the person understood the importance.

Antes de termos a sala do Núcleo Méier, ficamos sem um Mo Gun propriamente dito. Usamos escritórios, terraços das casas dos praticantes e até mesmo as salas de estar de suas casas. Todo esse apoio magnífico ajudou profundamente os primeiros dias do Méier. De todos estes locais, o que mais se consolidou foi a garagem de Felipe Mury (que é o primeiro da esquerda para a direita). Em casos assim, podemos chamar estes locais que não se configuram num "Mo Gun" , podemos chamar de "Wui Gun".
Dentro dos potenciais de um Mo Gun, está o fato de apropriar-se dele como se fosse sua casa, em locais como a garagem do Mury, não poderíamos apropriar-nos de sua casa como se fosse nossa, mas poderíamos tomá-la como ponto de encontro e explorar seus potenciais.

Before we got to the Méier school , we were without a Mo Gun itself. We use offices, terraces of practitioners' homes, and even the living rooms of their homes. All this magnificent support profoundly helped the early days of Méier. Of all these places, the most consolidated was the garage of Felipe Mury (who is the first from left to right). In such cases, we can call these locations that do not fit into a "Mo Gun", we can call "Hui Gun".
Within the potentials of a Mo Gun is the fact of appropriating it as if it were one´s home, in places like the Mury's garage, we could not take ownership of his house as if it were ours, but we could take it as a point for meetings and explore your potential.

A foto acima, muito emblemática para mim, mostra Jade Camacho, filha mais velha de Si Fu pintando as primeiras cadeiras do Sam Toi do Mo Gun no Méier, e que hoje estão dispostas na minha residência . Enquanto Luciano Freitas pratica mais a frente.
O equilíbrio que essa foto passa mostra bem o espírito de um Mo Gun, onde os membros da Família Kung Fu e , aqueles interessados em ajudar, são capazes de fazer coisas que não fariam nem em suas próprias casas.

The above picture,is very emblematic for me, shows Jade Camacho, Si Fu's eldest daughter painting the first chairs of Sam Toi of  Mo Gun at Meier, and which are now arranged in my residence. While Luciano Freitas practices further ahead.
The balance of this picture shows well the spirit of a Mo Gun, where members of the Kung Fu Family, and those interested in helping, are able to do things they would not do even in their own homes.


Outro momento curioso, foi quando trouxe a mesa de vidro do Núcleo Méier desde o Núcleo Copacabana, onde estava guardada, num carro com a documentação vencida. Estava a 24h da primeira visita de Si Gung ao Núcleo Meier. Com apenas quatro membros naquele período, coube a mim pintar a parede da recepção, após ligar dezenas de vezes para Thiago Silva, que já tinha experiência por ter feito o mesmo na Barra. Fiquei radiante quando consegui!
No dia seguinte, Mury me ajudou a instalar a mesa, e tudo deu certo.

Another curious moment was when I brought the glass table for the Meier School from the Copacabana School, where it was stored, in a car with the documentation expired. It was 24 hours before Si Gung's first visit to the Meier School. With only four members at that time, it was up to me to paint the reception wall, after calling dozens of times for Thiago Silva, who already had experience for having done the same in Barra School. I was thrilled when I did it!
The next day Mury helped me set up the table, and it worked.

Por tudo que você vive dentro de um Mo Gun, e do tempo que você fica lá. Chega um dia muito especial: O dia em que você tenta enfiar a chave da sua casa na fechadura do Mo Gun. Você demora a entender que não é a chave certa, e não se dá conta disso por alguns segundos. Finalmente, abre um meio sorriso e percebe que o Mo Gun passara a ser também sua casa e você nem se deu conta disso.

For everything you live inside a Mo Gun, and the time you stay there. A very special day arrives: The day you try to stick your house key in the lock of the Mo Gun. You are slow to understand that it is not the right key, and you do not realize it for a few seconds. Finally, you opens a half smile and realizes that the Mo Gun had become your home too, and you did not even notice it.


 
The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com