PRATIQUE NO RIO: 21 99636988

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Moy Jo Lei Ou Clan Delegation in Paris : Pereira´s first international travel.

(Si Fu chamando minha atenção à detalhes da região da Torre Eiffel)
(Si Fu calling my attention to the details of the Eiffel Tower area)

Cada Família Kung Fu tem seu próprio "DNA" e isso fica evidente de alguma forma quando tomamos contato com ela. Na Família Moy Jo Lei Ou, liderada pelo meu Si Fu Julio Camacho, sem dúvidas, viagens ao redor do mundo em função do Ving Tsun constituem uma parte fundamental.
Num primeiro momento , sentava em roda no chão do Núcleo Jacarepaguá para ouvir de Si Fu , quando retornava de alguma viagem, sobre como tinha sido. Tempos depois, passei a levá-lo e buscá-lo no aeroporto ou rodoviária. Por vezes, o acompanhei em viagens curtas dentro da região Sudeste. Mas as viagens internacionais continuavam sendo um desafio.

Each Kung Fu family has its own "DNA". In the Moy Jo Lei Ou Family , led by my Si Fu Júlio Camacho, no doubt , travels around the world due to Ving Tsun constitute a fundamental part.
At first, I would seat down on the floor of the the MYVT SChool where I joined the Family, to hear from Si Fu , Stories when he returned from some trip, about how it had been. Some time later, I began to take him and pick him up at the airport or bus station. Sometimes I accompanied him on short trips within the Southeast. But the international travels remained a challenge.
Na viagem à China com uma comitiva composta de membros do mundo todo , dentre eles Grão-Mestres como Pete Pajil (foto) que aparece na imagem acima conversando de forma intimista com Si Fu na "Ving Tsun Athletic Association", muitas pessoas me disseram depois: "Você tinha que ter estado lá!"  .

On the trip to China with a delegation of members from around the world, including Grand Masters like Pete Pajil (photo) in the image above, talking intimately with Si Fu in the Ving Tsun Athletic Association, many people told me later : "You had to have been there!" .
(Durante os dias nos EUA em 2015, foi reservado um momento para visitar o túmulo de Patriarca Moy Yat. 
Na foto, vemos meu Mestre Julio Camacho se preparando para posicionar o incenso no incensário). 

(During the days in the USA in 2015, a moment was reserved to visit the tomb of Patriarch Moy Yat.
In the photo, we see my Master Julio Camacho getting ready to place the incense in the censer).

Mais tarde, na viagem de 2015 , quando houve a viagem para os EUA por ocasião do aniversário da Si Taai Po Helen Moy e da titulação internacional de alguns Mestres e Grão-Mestres , na qual Si Fu foi titulado internacionalmente pela International Moy Yat Ving Tsun Federation como Mestre Senior, eu também não fui. E mais uma vez, ouvi de meus Si Dai : "Si Hing, faltou você"

Later in the trip of 2015, when there was the trip to the US on the occasion of the anniversary of Si Taai Po Helen Moy and the international titulation of some Masters and Grand Masters, in which Si Fu was internationally titled by the International Moy Yat Ving Tsun Federation as Senior Master, I was not there. And again, I heard from my Si Dai: "Si Hing, we missed you"

(Foto de despedida no aerporto. Da esquerda para a direita: 
Renato Madeira, Vanessa Pereira, eu, Si Fu, Iuri Alvarenga e Claudio Teixeira) 

(Farewell photo at the airport. From left to right:
Renato Madeira, Vanessa Pereira, myself, Si Fu, Iuri Alvarenga and Claudio Teixeira)

Foi numa tarde de Quarta, que finalmente aconteceu: A tradicional foto de despedida antes do embarque agora contava comigo. Ainda não havia entrado no avião, mas já estava vivendo esta viagem desde muito tempo com a ajuda de minha Família Kung Fu .
Devo dizer que estava um pouco nervoso, e segurando aquela mala com rodinhas, me sentia no primeiro dia de aula de alguma das escolas que estudei.

It was on a Wednesday afternoon, which finally happened: The traditional farewell picture before embarkation now counted on me. I had not been on the plane yet, but I had been living this trip for a long time before with the help of my Kung Fu Family.
I must say that I was a little nervous, and holding that bag with wheels, I felt like was the first day of school .

(A bordo do querido e inesquecível RER )
(On board of the fabulous RER)

Foi um longa viagem até Paris. Quando saí do avião, pude ouvir uma funcionária do aeroporto me receber com "BonJour Monsieur!" -  É , eu estava fora do Brasil. Alguém escreveria horas depois quando postei a primeira foto no meu facebook algo como " De Rocha Miranda para o mundo." no comentários, fazendo referência ao meu bairro de infância. Em outros tempos , eu pensaria o mesmo. Mas não era hora de invocar meu bairro de infância, eu estava ali acompanhando meu Si Fu e abrindo um caminho para algo que ainda vou descobrir mais a frente.
Todo o trajeto do aeroporto até o hotel, havia sido revisto por mim dezenas de vezes, o que não impediu que acontecessem furos.  Ainda assim, a viagem no RER ao lado de Si Fu e do meu irmão  Kung Fu mais novo Claudio Teixeira, foi um momento único.

It was a long trip to Paris. When I got off the plane, I could hear an airport employee greet me with "BonJour Monsieur!" - Yeah, I was out of Brazil. Someone would write hours later when I posted the first photo on my facebook something like "From Rocha Miranda to the world." In comments, referring to my childhood neighborhood. In other times, I would think the same. But it was not time to invoke my childhood neighborhood, I was there following my Si Fu and opening a path to something that I will find out later.
All the way from the airport to the hotel, it had been reviewed by me dozens of times, which did not stop holes from occurring. Still, the ride on the RER alongside Si Fu and my younger Kung Fu brother Claudio Teixeira was a unique moment.

(A delegação do Clã Moy Jo Lei Ou na França: Claudio Teixeira, eu e Si Fu)
(Moy Jo Lei Ou Clan Delegation in France: Claudio Teixeira, Si Fu and I)


Si Fu se mostrou totalmente disponível para fazer o que nós desejássemos e aproveitar o tempo da melhor forma com ele. Fiquei feliz por saber guiar a comitiva em vários momentos graças aos tutoriais e aos "walking by" que assisti no youtube antes de viajar. Descemos do metrô no Louvre e ao chegarmos diante da pirâmide, meu coração bateu mais forte. Somente ali, envolto aquelas contruções magníficas e centenárias me dei conta de que estava na Europa ! 
Almoçamos nos arredores do Louvre(foto) , e mais tarde após passearmos nos "Jardin de Tuileires", caminhamos até o local que eu mais queria visitar: Os "Champs de Mars".

Si Fu was totally available to do what we wanted and enjoy the time in the best way with him. I was happy to know how to guide the delegation in several moments thanks to the tutorials and the "walking by" I watched on youtube before traveling. We got off the subway at the Louvre, and as we reached the pyramid, my heart pounded. Only there, wrapped up in those magnificent and centenary buildings, I realized that I was in Europe!
We had lunch on the outskirts of the Louvre (photo above), and later after walking in the "Jardin de Tuileires", we walked to the place I wanted to visit the most: "Champs de Mars".

(Apreciando a paisagem aos pés da Torre Eiffel com Si Fu) 
(Enjoying the view in front of Eiffel Tower with Si Fu)

Passamos por várias ruas completamente desertas com o chão de pedras e construções bem antigas. Um leve vento batia em nossas faces, e quando tínhamos vontade, paravamos novamente para mais um café em algum restaurante e depois seguíamos a pé. Finalmente, a quantidade de pessoas começou a aumentar, e me foi possível ver por entre as copas das árvores a Torre Eiffel surgir . Pessoas de várias partes do mundo falavam em diferentes idiomas, e por um momento, me lembrei de alguns contos do Conan, quando ele, um bárbaro da Ciméria, chegava a alguma famosa cidade.
Si Fu finalmente falou: "O Champ de Mars é isso aqui Pereira!" - Ele apontou para uma longa extensão de gramado limpo ebem cuidado, onde pessoas conversavam, pegavam sol, crianças corriam, diferentes músicas em diferentes idiomas tocavam. Pisamos no gramado e finalmente Si Fu sentou-se nele. Sentei-me ao seu lado e por um momento não dissemos nada, apenas apreciamos.

We passed several completely deserted streets with stone floors and very old buildings. A light wind beat on our faces, and when we felt like it, we would stop for another coffee in some restaurant and then walk again. Finally, the amount of people began to increase, and I was able to see through the treetops the Eiffel Tower emerge. People from various parts of the world spoke in different languages, and for a moment I remembered a few tales of Conan when he, a barbarian from Cimmeria, came to some famous city.
Si Fu finally said: "The Champ de Mars is there Pereira!"-  He pointed to a long stretch of clean, well-groomed lawn where people talked, sunbathed, children ran, different songs in different languages played. We stepped on the grass and finally Si Fu sat on it. I sat down beside him and for a moment we said nothing, just enjoyed it.

("Champs de Mars" siginifica em português "Campos de Marte" . "Marte" era a versão romana 
para o Deus da Guerra. Na foto, Si Fu descansa sobre o "Champs de Mars") 

("Champs de Mars" in portuguese means "Fields of Mars." "Mars" was the Roman version for the God of War. In the photo, Si Fu rests on the "Champs de Mars")

Senti naquele momento , que minhas aventuras ao lado de Si Fu haviam alcançado um novo nível. Com a sua iminente partida para os EUA em 2018 , será cada vez mais comum que esses momentos marcantes se deêm fora do Brasil. E por isso, acho que aquele momento no Champs De Mars me marcou tanto: Eu havia chegado num ponto marco, que mudou algo dentro de mim, garantido-me de alguma forma , que nunca mais ficarei de fora de nenhuma viagem internacional. Seja na China, nos EUA ou em qualquer lugar em que o Si Fu estiver ou que a minha presença seja necessária.

I felt at that moment that my adventures with Si Fu had reached a new level. With his imminent departure for the US in 2018, it will become more and more common that these remarkable moments occur outside Brazil. And so I think that moment on the Champs de Mars struck me so much: I had arrived at a landmark, that something inside me changed, somehow guaranteed that I will never be left out of any international trip. Whether it's in China, the US or anywhere Si Fu is or my presence is needed.

(Caminhar pelas ruas de Mont Mart é uma experiência única e te deixa com cara de bobo. 
Em Janeiro de 2018 estarei de volta!) 

(Walking the streets of Mont Mart is a unique experience and gives you a silly face like mine. In January 2018 I'll be back!)

Paris me encantou profudamente , e para quem leu até aqui, talvez tenha surgido a dúvida: "O que afinal eles foram fazer lá?" - Bem, de fato aconteceu muita coisa, nada de secreto é verdade, mas que tão pouco conseguiria colocar em palavras aqui . Por isso,  resumo apenas dizendo: Fui para acompanhar meu Si Fu. E isso, no "Mo Lam", já é o suficiente para que se entenda todo o resto.

Paris delighted me greatly, and for those who have read so far, perhaps the question has arisen: "What did they do there?- "Well, a lot has happened, there is no secret stories, but I could scarcely put it into words here. So, summary just saying: I went to accompany my Si Fu. And that, in "Mo Lam", is enough to understand the rest.


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com