PRATIQUE NO RIO: 21 99636988

domingo, 12 de março de 2017

10 years in Moy Jo Lei Ou Family


(Foto com Si Fu em um de meus aniversários)
(Photo with Si Fu during one of my birthdays)

No dia 10 de Março de 2007 eu ingressei na Família Moy Jo Lei Ou que é liderada pelo Mestre Julio Camacho (foto), que desde então, passou a ser meu Si Fu.
Devido ao antigo "Blog do Pereira", muitas pessoas puderam acompanhar todo o meu desenvolvimento nos últimos dez anos, de várias partes do mundo . Através dos artigos, testemunharam também a minha relação com meu Si Fu.Enganam-se aqueles que pensam que eu sou o único discípulo. Si Fu têm muitos outros, que viveram e vivem muitas aventuras com ele da mesma forma. Também , estão enganados quem pensa que a "Vida Kung Fu" é só momentos ruins ou só momentos bons. Pois como na vida, está tudo entrelaçado, e é essa relação de dualidade da vida que a torna rica...

On March 10, 2007, I joined the Moy Jo Lei Ou Family (photo), which is lead by Master Julio Camacho, who became a Si Fu.
Due to the old "Blog do Pereira", many people have been able to follow all my development in the last ten years, from various parts of the world. Through the articles, people coul know better about my relationship with my Si Fu. But I am not the only disciple . Si Fu has many others, who live and lived many adventures with him in the same way. Also, they are mistaken that they think that a "Kung Fu Life" are just tough moments or good times. Because as in our daily life, everything is intertwined, and it is this relationship of duality of life that makes it rich ...


Rio de Janeiro, 10 de Março de 2007
Rio, March , 10 .  2007
 

(Em primeiro plano estou eu um pouco nervoso com a Cerimônia que mudaria minha trajetória no Ving Tsun. Ao fundo, a jovem Jade,filha mais velha de Si Fu, segurando uma mensagem de sua mãe aos presentes naquela Cerimônia que ela leu super bem ao microfone.)

 (In the foreground I am a bit nervous about the Ceremony that would change my path in Ving Tsun. In the background, there is Jade, Si Fu's eldest daughter, holding a message from her mother to those present at that Ceremony that she read very well on the microphone.)

 

Tinha comprado meu primeiro MP3 azul com apenas 250 MB e cabiam cerca de 60 músicas nele. O céu era o limite! Sempre estava ouvindo "Umbrella" e "What I´ve Done" naquele aparelho... E nessa época de progresso tecnológico, ao menos para mim, compareci a XVII Cerimônia Tradicional de nossa Família, na qual eu ingressaria na Família Moy Jo Lei Ou.
A Cerimônia ocorrera na casa de uma irmã Kung Fu chamada Xenia D'avila , que dois mês depois faria Baai Si junto comigo.

I had bought my first blue MP3 with only 250 MB and could fit about 60 songs in it. The sky was the limit! I was always listening  "Umbrella" and "What I've Done" songs in that device ... And in this era of technological progress, at least for me, I attended the XVII Traditional Ceremony of our Family, in which I would join the Moy Jo Lei Ou Family .
The ceremony took place at the house of a Kung Fu sister called Xenia D'avila, who two months later would do Baai Si together with me.

(Ao lado de minha Gaai Saiu Yan, Mestra Ursula Lima, Líder da Família Moy Lin Mah)
(With my Gaai Siu Yan, Master Ursula Lima, leader of Moy Lin Mah Family)

Eu havia tomado essa decisão de ingressar na Família Moy Jo Lei Ou, pois desde 1999 como membro da Família Moy Yat Sang, me via com um sentimento cada vez maior pela figura do Mestre Julio Camacho, que era com quem de fato convivia no dia a dia e que me transmitia não só o Sistema Ving Tsun, mas principalmente, ensinamentos e lições que mudariam minha vida para sempre...
Foi graças ao meu Si Hing , Mestre Leonardo Reis, que essa possibilidade foi aberta. Pois foi ele que com persistência conseguiu ser o primeiro membro  a fazer esse caminho, abrindo uma trilha para tantos outros.
Graças  a esse movimento, me senti como "Rocketeer" com um foguete nas costas a partir dali, tudo passou a se encaixar. Fui "abraçado" por irmãos Kung Fu como Paula Gama e outras pessoas a quem tinha maior deferência como a Mestra Ursula, pude ter uma relação muito mais profunda de respeito, por estar agora numa geração abaixo.

I had made this decision to join the Moy Jo Lei Ou Family,because since 1999 as a member of the Moy Yat Sang Family, I had start a growing feeling for the figure of Master Julio Camacho, who was with whom I actually lived on the day to day and that not only transmitted to me the Ving Tsun System, but mainly, teachings and lessons that would change my life forever ...
It was thanks to my Si Hing, Master Leonardo Reis, that this possibility was opened. Because he was the one who with persistence managed to be the first member to make this way, opening a trail for so many others.
Thanks to this movement, I felt like "Rocketeer" with a rocket in the back from there, everything came to fit. I was "embraced" by Kung Fu brothers like Paula Gama and other people to whom I had the greatest deference as Master Ursula, I could have a much deeper relation of respect, for being now in a generation below.



Naquela Cerimônia, também ingressou na Família Moy Jo Lei Ou
Vladimir Anchieta(foto), e juntos também fomos excepcionalmente autorizados
a acessar os estudos do Domínio "Luk Dim Bun Gwaan". 



At that Ceremony, also joined the Moy Jo Lei Ou Family, Vladimir Anchieta (photo), and together we were also exceptionally allowed to access the studies of the "Luk Dim Bun Gwaan" Domain.

Entrar numa Família Kung Fu para mim, diz respeito a um sentimento difícil de colocar em palavras. Não se trata apenas de um grupo de pessoas tão próximas que se tratam como Família. Pois vejo hoje se tratar  de uma Família de fato.
Entrar para a Família Moy Jo Lei Ou, mudou minha vida para sempre. Esse ato simbólico me possibilitou viver uma vida que eu chamaria de "épica". Não por conta de grandes feitos ou grandes momentos, somente, mas principalmente daquele detalhe da relação ou de uma vivência que passaria despercebido se não fosse o Si Fu ou a sua memória para me deixar atento a isso.

Getting into a Kung Fu Family for me is about a feeling hard to put into words. It is not just a group of people so close that they treat themselves as Family. I see today that it is a Family indeed.
Entering into the Moy Jo Lei Ou Family ,  has changed my life forever. This symbolic act enabled me to live a life I would call "epic." Not because of great feats or great moments, only, but mainly of that detail of the relationship or an experience that would go unnoticed if it were not because of Si Fu or his memory inside me to keep me aware of it.

(Eu e Vladimir apresentamos o "Da Hung Jong" na Cerimônia de Acesso ao 
Domínio Luk Dim Bun Gwaan. Sem dúvidas, de todas as trapalhadas que promovi em minhas Cerimônias, esse "Da Hung Jong" está na lista! rs)

(I and Vladimir presented our  "Da Hung Jong" during the Ceremony.Of course, of all the hassles I promoted in my Ceremonies, this "Da Hung Jong" is on the list! lol)


Por vezes citei uma fala atribuída à Si Taai Gung Moy Yat , na qual ele teria dito : "Não importa quantos Hung Baau você entregue ao seu Si Fu, você nunca vai conseguir pagar o que ele fez por você." -   Talvez não haja frase que expresse melhor esse sentimento de gratidão. Pois quando na vida você descobrir que seus "maiores inimigos" não são passíveis de serem golpeados com mãos e pés por se tratarem de uma demissão, de falta de dinheiro, de uma decepção, de uma perda, etc... Nessa hora , você entende por completo essa frase.

Sometimes I quoted a speech attributed to Si Taai Gung Moy Yat, in which he would have said, "No matter how many Hung Baau you would give to your Si Fu, you will never be able to pay what he did for you." "Perhaps there is no phrase that best expresses this feeling of gratitude. For when in life you discover that your "greatest enemies" are not liable to be hit with hands and feet because they are a dismissal, a lack of money, a disappointment, a loss, etc ... At that time, you understands that phrase completely.
(Eu, minha Si Suk Ursula e meu Si fu)
(Si Fu, Si Suk Ursula and I)


Posso lembrar da primeira vez que Si Fu me olhou rindo e perguntou se eu já  tinha pensado mal dele. Respondi que não e quase me sentindo ultrajado por tal pergunta. Mais tarde, em conversa com ele sobre um processo em que estou à frente, pude ouvir algo como: "Pereira, sabe qual a verdade? Você não tem condições de estar nessa posição. Você não serve para isso..." - Si Fu fez uma pausa, e nos olhamos fixamente sozinhos no Mo Gun. Ele prosseguiu: "... Mas você também não tinha a menor condição de chegar aonde você chegou, e por acaso, hoje você é inclusive Si Fu..." - Disse sorrindo e indagou: "Pensa bem: Tenta lembrar de você dez anos atrás. Quais eram as suas chances reais de ser um Si Fu hoje? " - Eu sorri involuntariamente, e também involuntariamente me peguei respondendo "É". - "Por isso Pereira ..." - Disse Si Fu - "Que eu acho que você apesar de não ter condições hoje, pode vir a ter. Porque em vários outros momentos, você não só achou que não tinha, como ao longo dos anos tentou me convencer disso... " - Si Fu parou, e pareceu lembrar de algumas dessas passagens e completou: "...Você não sabe quantas vezes você quase que me pediu para desistir de você... Mas hoje estamos aqui, com você Si Fu. Então, se esforce mais."

 I can remember the first time Si Fu looked at me laughing and asked if I had ever thought bad of him. I replied that I did not nearly feel it! I said that almost outraged by such a question. Years later, in conversation with him about a process in which I am leading, I could hear something like: "Pereira, you know the truth? You can not be in that position"- He paused, and stared at me while we were at the Mo Gun alone. He went on: "... But you also had no condition whatsoever to get where you arrived, and look at this: today you are a Si Fu ..." - Said smiling and asked, "Think honestly: Try to remember about yourself ten years ago what were your real chances of being a Si Fu today? "  - I smiled involuntarily, and also involuntarily caught myself responding" Yeah. "-  "That's why Pereira ..." - Said Si Fu - "That I think that although you do not have conditions today, you may come to have.Because at various other times, you not only did not think you had, but a lot of times tried to convince me of this ... " - Si Fu stopped, and seemed to remember some of these passages and completed:" ... You do not know how many times you almost asked me to give you up ... But today we are here, with you as a Si Fu. So, try harder on this subject. "


 (Preparando a foto "Si- To" no dia em que me titulei Mestre 
e fui autorizado a começar uma Família Kung Fu)

(Preparing the "Si-To" photo in the day when I became a Master) 


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com